(Fonte da imagem: Reprodução/New Scientist )

O que você vê na imagem acima? Muitas conclusões podem ser tiradas, afirmando que aquilo é eletricidade, uma planta exótica, entre outras coisas. Mas a verdade é que a foto está mostrando um pulso magnético absurdamente forte, capaz de acender 100 milhões de lâmpadas — e que é parte do projeto do Laboratório Nacional de Sandia.

O objetivo do projeto é estudar os elementos (orgânicos ou não) que suportam uma temperatura de fusão enorme — como o tungstênio, que aguenta mais de 3 mil graus Celsius. Para isso, foi desenvolvida uma máquina que emite pulsos eletromagnéticos para gerar uma pressão assombrosa. Quando ela é ligada, em uma fração de segundo uma teia de força luminosa é formada.

A força da máquina é tão grande que, em 2006, um diamante foi derretido como se não fosse nada, sob uma pressão que era equivalente a 5 milhões de atmosferas. Você consegue imaginar o que isso faria com o seu dedinho?

Fonte: New Scientist