Morte misteriosa do primeiro homem a ir ao espaço pode ter sido solucionada
331
Compartilhamentos

Morte misteriosa do primeiro homem a ir ao espaço pode ter sido solucionada

Último Vídeo

O primeiro ser humano a visitar o espaço foi o cosmonauta russo Yuri Gagarin, a bordo da nave Vostok 1, em abril de 1961. Entretanto, Gagarin, depois de se desligar do programa espacial soviético, se tornou um piloto de testes, morrendo em um misterioso acidente envolvendo um caça. O desastre ocorreu alguns anos mais tarde, em 1968, e o fato sempre foi alvo de muita especulação e tema de diversas teorias da conspiração.

Segundo o site Russia Today, algumas teorias sugeriam que a causa do acidente poderia ter sido falha humana e até um desmaio do piloto, mas novas revelações realizadas por um antigo colega de Gagarin podem pôr um ponto final ao mistério. De acordo com a publicação, Alexey Leonov, também cosmonauta, estava presente no dia do desastre e, 45 anos depois, decidiu falar sobre o que pode ter acontecido.

Segredo de Estado

Gagarin e Leonov Fonte da imagem: Reprodução/Russia Today

Leonov acredita que a passagem de um jato supersônico fez com que Gagarin perdesse completamente o controle da aeronave e espiralasse em direção ao solo. Contudo, a partir da revelação envolvendo a morte do célebre cosmonauta, outros detalhes também acabaram vindo à tona. Gagarin, na verdade, deveria estar pilotando o jato a mais de 1,5 quilômetro de altitude, mas não eram bem essas as circunstâncias.

Segundo a investigação oficial — mantida em segredo até bem recentemente —, o piloto de testes se encontrava bem mais baixo do que deveria, voando extremamente próximo ao solo quando o acidente aconteceu. Esse “detalhe”, caso fosse publicado, poderia causar uma série de constrangimentos ao governo soviético, que teria que explicar a morte de uma celebridade nacional. O relatório oficial declara que o acidente foi ocasionado por uma manobra brusca.

Provavelmente, foi essa a razão de os detalhes envolvendo a morte de Yuri Gagarin terem sido mantidos em segredo durante todo esse tempo. O próprio Leonov só teve o acesso permitido aos documentos sobre as investigações recentemente, e, entre as revelações feitas por ele, simulações realizadas por computador e a revisão do caso, o mistério parece ter sido finalmente desvendado.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.