2.210
Compartilhamentos

Vá se preparando: 2016 vai demorar mais para acabar, mas só por 1 segundo

Se você está achando que o ano de 2016 está se arrastando, principalmente por ser bissexto, ou seja, com um dia a mais em fevereiro, pode ir se preparando para esperar um pouquinho a mais para vê-lo chegar ao fim: tradicionalmente, um ano acaba às 23 horas, 59 minutos e 59 segundos da noite de 31 de dezembro, mas desta vez será diferente, já que teremos 1 segundo a mais!

Tradicionalmente, sabemos que a rotação da Terra dura 24 horas, não é mesmo? Porém, isso não é exatamente verdade. Em vez de os dias terem exatos 86.400 segundos, eles têm 86.400,002 segundos. Ou seja, para deixar nossos relógios perfeitamente alinhados com o Universo, a cada passo os cientistas incluem 1 segundo a mais em nossas vidas.

Esse tempinho extra é chamado de “segundo bissexto”, “segundo intercalar” ou “segundo adicional”, mas não ocorre apenas em anos bissextos: o último foi incluído na noite de 30 de junho de 2015. Na verdade, essa prática acontece desde 1972 e aconteceu em 27 dos 44 anos desde sua origem.

Aumento será de apenas 1 segundinho

E no Brasil?

Na prática, você nem vai sentir nada com essa mudança. Situações como essa são previstas e raramente causam problema. O segundo bissexto de 2012, entretanto, causou algumas falhas de softwares como o Reddit e o Gawker. Já o de 2016 está programado para acontecer bem na virada do ano, de acordo com o horário GMT, ou seja, no fuso zero, de Greenwich.

No Brasil, por conta do horário de verão, o segundo bissexto acontecerá entre as 21h e 22h do dia 31 de dezembro. Você não deve se preocupar: smartphones e computadores atualizam o horário automaticamente. Além disso, você pode aproveitar o segundinho extra para dar um gás na ceia de Ano-Novo ou declarar seu amor além do tempo para alguém.

O movimento das marés, o derretimento das geleiras e até mesmo o clima podem afetar a velocidade de rotação da Terra, por isso o segundo bissexto não acontece apenas em anos bissextos: uma análise detalhada de vários fatores determina quando ele deverá acontecer.

Diversos fatos alteram a velocidade de rotação da Terra

O que aconteceria se não existisse o segundo bissexto?

Em 1900, o segundo foi estipulado como a fração 1/86.400 de dia, determinado, também, por relógios atômicos de extrema precisão. O meio-dia GMT, por exemplo, é o ponto mais alto que o Sol atinge no meridiano de Greenwich – nosso “marco zero” do tempo. De lá para cá, as variáveis mudaram, causando um atraso na contagem de segundos. Isso foi percebido a partir de 1967.

Para você ter uma ideia, se nenhum segundo bissexto tivesse sido incluído em nossas contagens, hoje estaríamos com cerca de 30 segundos de atraso do tempo oficial. Parece pouco, mas pense isso ao longo dos séculos ou até dos milênios. A diferença eventualmente chegaria a minutos ou horas!

Por ser algo tão ínfimo aos nossos olhos, algumas pessoas sugeriram abolir o segundo bissexto, adotando a hora bissexta. Como você pode imaginar, ela demoraria séculos para acontecer e seria mais fácil de “controlar” – mas isso não foi muito aceito por quem estuda e dedica o seu tempo justamente ao tempo!

Já quiseram cortar o segundo bissexto para implantar a hora bissexta

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.