Onde vão parar os carros que não são comprados?
1.475
Compartilhamentos

Onde vão parar os carros que não são comprados?

Último Vídeo

Desde sempre, a molecada cresce sonhando em chegar logo aos 18 anos e comprar — muitas vezes ganhar do pai ou da mãe — um carro zero. Não tem como fugir disso, é algo que está embutido na cultura popular do país — salvo raras exceções.

Mesmo assim, aqui no Brasil as vendas caíram nos últimos anos, e isso não acontece só aqui: a crise vem devastando as vendas de veículos novos nos quatro cantos do globo. Contudo, as indústrias do ramo não podem parar de fabricá-los, porque elas teriam que fechar suas fábricas e demitir dezenas de milhares de empregados — e isso iria aumentar ainda mais a recessão.

E tem mais: se as fábricas automobilísticas pararem, quem iria empregar essa gente? Como é que iria ficar o mercado do aço? Estas são apenas duas das perguntas que logo vêm à cabeça.

Como resultado disso, a quantidade de carros estocados em pistas e parques de estacionamento ao redor do mundo (verdadeiros “cemitérios automobilísticos”) — em que eles lentamente vão se deteriorando — aumenta a cada semana, fazendo com que os fabricantes tenham que comprar mais e mais hectares de terras para guardar os veículos 0 km que saem da linha de produção.

Conheça alguns desses “cemitérios”, em que as covas não abrigam os restos mortais dos falecidos, mas sim carros 0 km. Não tem Photoshop, e todas as imagens são reais:

Estacionamento em Swindon, Reino Unido

Zero Hedge


57 mil carros no porto de Baltimore, Maryland, U.S.A.


Pista de testes da Nissan em Sunderland, Reino Unido


Estacionamento na Espanha


Porto de Valência, Espanha


Estrada de St. Petersburg, Rússia


Docas em Avonmouth, Reino Unido


Estacionamento da Citroen em Northamptonshire, Inglaterra


Peugeots no porto de Civitavecchia, Itália


Estacionamento em Sheerness, Reino Unido

Como o número de vendas de carros novos só tem caído, atualmente existem inúmeros desses “cemitérios” espalhados pelo planeta — até pelo Google Earth dá pra conferir. Mesmo assim, a produção de mais e mais veículos não para.

***

E você, leitor, se lembra de mais algum “cemitério automobilístico” como esses? Não deixe de compartilhar sua opinião com a gente nos comentários abaixo.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.