relato infecçao parasita ameba amebiase sintomas diarreia sangue dores fraqueza inchaço tratamento experiencia viagem diagnostico contaminaçao
51
Compartilhamentos

Relato: o que acontece quando se contrai uma infecção por parasita

Último Vídeo

Você já sofreu com alguma infecção por parasita? A maioria desses vermes pode causar problemas sérios e até a morte. Alguns deles você pode ver na lista dos cinco parasitas mais diabólicos do mundo ou no texto sobre os 10 parasitas superperigosos que podem estar em sua comida

Os males que essas criaturas podem causar são incontáveis e a sensação de estar contaminado por um deles é horrível. Pelo menos é isso que retrata o depoimento de Cameron Smith ao site Gizmodo.

Smith é um viajante e se instalou na Guatemala recentemente. Foi no país latino-americano que ele contraiu ameba e sentiu a imensurável experiência de estar contaminado por um verme parasita. Ele relatou a experiência abordando desde os primeiros sintomas, os tratamentos e até a cura da doença.

Pouco caso e primeiros sintomas

No início, Smith conta que não tinha muito conhecimento e pouco se preocupava com essas doenças. Ele chegou a ter uma infecção após uma mosca botar ovos em um machucado de queimadura na sua perna. A ferida foi provocada por um acidente com motocicleta no oeste da África, mas a infecção não causou grandes problemas.

Em outra ocasião, em uma floresta de Belize, ele e um amigo chamado Robert tiveram contato com os mosquitos-palha e, enquanto Smith não teve maiores problemas, o companheiro contraiu leishmaniose e quase morreu por uma picada do inseto. Smith declara não saber se o que influenciava a sua condição de resistência era resultado das situações de sobrevivência ou simplesmente sorte. O que aconteceu com seu amigo o deixou apreensivo e, depois disso, a sua sorte parece ter mudado.

O mosquito-palha

Ele relata que começou a se sentir fraco, inchado e com muita urina. Suas entranhas sangravam, e ele apresentava uma diarreia muito forte. O aventureiro desconfiou que tinha uma espécie de verme no estômago e decidiu verificar.

Diagnósticos errados

Segundo Cameron Smith, ele poderia ter tentado o tratamento convencional com antibióticos ou algo mais alternativo, mas, para ele, essas formas pareciam tática de terra arrasada. Logo, foram algumas idas até uma clínica local, mas a estrutura do país, de acordo com ele, é atrasada, e isso faz com que aconteçam diagnósticos errados com frequência. Sabendo dessa realidade e curioso para descobrir o que era, ele então procurou um conhecido na clínica para que fizesse a análise de seu exame.

Protozoário ameba

Bem, o resultado apontou amebíase, infecção causada por protozoários do gênero ameba, e a clínica lhe receitou algumas pílulas baratas, cuja procedência ele não conseguiu identificar. Como ficou com um pé atrás com esses medicamentos, por saber que nenhuma doença tem um combate efetivo e que alguns remédios podem trazer sérios efeitos colaterais, ele resolveu apelar para alternativas mais naturais.

A cura

Como descreve em seu relato, Smith comeu sementes de mamão e alho cru “como se fossem pipoca”. Além disso, passou a consumir litros de chá preto forte e cortou a carne de porco do cardápio. Para evitar nova contaminação, passou a usar mangas longas e calças com o intuito de se livrar dos mosquitos e se esforçou para evitar que sua cadela Ramona subisse em sua cama.

As medidas parecem ter surtido efeito e, aos poucos, os sintomas foram sumindo. Atualmente, Cameron Smith diz estar 100%, ainda mais esperto e preparado para novas viagens e aventuras.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.