Mergulhadores pretendem recuperar navio das orgias de Calígula

Calígula governou o Império Romano durante apenas 4 anos, entre 37 e 41 d.C., mas deixou um legado enorme para a História. Agora, mergulhadores buscam algo perdido nesses quase 2 milênios: o resto de um enorme navio, mais parecido com um palácio, que o tirano mantinha para hospedar grandes orgias e jogos perversos.

Acredita-se que os restos dessa gigantesca embarcação podem estar no fundo o Lago Nemi, na Itália, a 30 quilômetros de Roma. A história conta que alguns navios foram afundados no lago após o assassinato de Calígula. Vários pescadores, nos séculos seguintes, teriam encontrado pedaços presos em redes, mas poucos barcos foram resgatados até hoje.

No início dos anos 1930, o ditador italiano Benito Mussolini usou um antigo túnel romano de drenagem para baixar o nível do lago em 20 metros. Na época, foram encontradas duas embarcações, medindo cerca de 70 metros cada. No vídeo abaixo, feito durante as escavações, é possível ver que 1,9 mil anos embaixo da água não foram suficientes para destruir os barcos:

O estado de conservação tanto dos navios quanto de alguns de seus objetos impressionaram os arqueólogos, mostrando que os romanos do primeiro século de nossa era possuíam uma tecnologia bastante avançada. Por exemplo: esses barcos continham uma espécie de âncora, que muitos especialistas navais achavam ter sido inventada apenas no século 19!

Os navios de Calígula também tinham um curioso e eficiente sistema de drenagem da água, inúmeros remos e até árvores a bordo! Especialistas contam que eram verdadeiras vilas flutuantes, e não faltaram esforços físicos e monetários para serem construídas. Um sistema avançado de bombas mandava água quente para vários lugares dos barcos, uma tecnologia que foi perdida e ressurgiu apenas na Idade Média.

Infelizmente, esses dois barcos foram incendiados em um bombardeio contra alemães, que estavam perto do Museu do Lago Nemi em 31 de maio de 1944. Apesar de ambos terem sido destruídos, acredita-se que mais um navio – maior e mais tecnológico – continua no fundo do lago. Supostamente, ele teria 400 metros de comprimento e seria o “primeiro navio de cruzeiro de luxo do mundo”.

Reconstrução digital dos dois navios encontrados na década de 1930

***

Você sabia que o Mega Curioso também está no Instagram? Clique aqui para nos seguir e ficar por dentro de curiosidades exclusivas!

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.