Provável calendário mais antigo do mundo foi encontrado na Escócia
55
Compartilhamentos

Provável calendário mais antigo do mundo foi encontrado na Escócia

Foi descoberta na região de Warren Field — no condado de Aberdeenshire, que fica no norte da Escócia — uma série de cavidades no solo que os arqueólogos acreditam ser o calendário mais antigo do mundo da era mesolítica. Ele teria sido utilizado por cerca de 4 mil anos entre 8.000 a.C. e 4.000 a.C..

Segundo as análises detalhadas das pesquisas — feitas no sítio arqueológico encontrado no local —, a série de buracos é datada de 10 mil anos. Isso significa que este sistema tem 5 mil anos a mais do que o outro calendário considerado mais antigo, o qual foi criado na Idade do Bronze na Mesopotâmia (3.300 a.C.).

 Meses e fases da Lua

Fonte da imagem: Reprodução/BBC UK

De acordo com os cientistas, o complexo em forma de arco com 12 cavidades foi criado para representar os meses do ano e as fases da Lua, sendo que eles acreditam também que este calendário permitiu a observação do alinhamento solar no meio do inverno, marcando um novo ano. Os poços foram periodicamente recavados, provavelmente dezenas ou centenas de vezes nos quatro milênios de uso.

A análise do sítio arqueológico foi realizada por uma equipe de especialistas liderada pelo professor Vincent Gaffney, da Universidade de Birmingham. Confira a localização do calendário no vídeo abaixo. 

"A pesquisa demonstra que a sociedade da Idade da Pedra de 10 mil anos atrás era muito mais sofisticada do que se suspeitava anteriormente. A evidência sugere que as sociedades de caçadores-coletores na Escócia tinham a necessidade de controlar o tempo ao longo dos anos", disse o professor Gaffney à BBC

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.