Descoberta de esqueleto humanoide pode revelar que os Hobbits existiram
969
Compartilhamentos

Descoberta de esqueleto humanoide pode revelar que os Hobbits existiram

Último Vídeo

Você que é fã da trilogia “O Senhor dos Anéis” e de “O Hobbit” sabia que aqueles seres baixinhos como o Frodo podem realmente ter existido? Pelo menos é o que revela uma descoberta divulgada recentemente, mas que teve início em 2003. Foi nessa época que alguns arqueólogos começaram a descobrir uma série de esqueletos de hominídeos na Ilha de Flores, na Indonésia.

Os esqueletos sugerem que esses “hobbits” tinham em média 1 metro de altura e pesavam cerca de 35 quilos. As ossadas foram encontradas próximo de ferramentas dimensionadas adequadamente para os seus corpos e as suas pequenas mãos, o que significa que eles podem ter tido cérebros complexos, além de possivelmente fazerem parte da nossa árvore genealógica.

Evolução localizada

O isolamento das ilhas muitas vezes é responsável pela criação de ecossistemas únicos. Muitas espécies de plantas e animais que se desenvolvem nesses locais não existem em nenhum outro lugar do mundo. Devido a esse fato, a evolução em ilhas toma um caminho um pouco diferente do que em grandes massas de terra, o que pode explicar o fato da existência dos nativos “hobbits” da Ilha das Flores.

Fonte da imagem: Reprodução/Live Science

Devido aos recursos limitados na ilha, ao longo do tempo as espécies nativas sofreram uma diminuição de tamanho, causando um fenômeno conhecido como "ilha de nanismo". Esta adaptação permitiu que as espécies prosperassem com uma ingestão calórica menor, menos água e abrigo reduzido.

Enquanto pesquisavam a migração de humanos antigos na Ilha das Flores, em 2003, os arqueólogos descobriram um esqueleto humanoide quase intacto. Este foi oficialmente nomeado como LB1, sendo apelidado de Flo pelos especialistas. A ossada de Flo sugeriu que ele tinha cerca de 1,1 metro de altura .

Em uma primeira observação, os especialistas acharam que seria de um anão ou de um indivíduo com microcefalia. Porém, mais tarde, mais esqueletos similares foram encontrados, tornando-se claro que uma população inteira na ilha tinha essa baixa estatura.

Espécie única

Estima-se que o Homo floresiensis, como agora é conhecido, viveu de 17 a 95 mil anos atrás, sendo considerada uma espécie única pelo tamanho do cérebro, a estrutura óssea e o uso de ferramentas.

Crânio do Homo floresiensis Fonte da imagem: Reprodução/Wikipedia

Alguns céticos dizem que, com os seus cérebros reduzidos, eles não seriam capazes de fazer e utilizar ferramentas como os hominídeos encontrados em outras partes do mundo. No entanto, as análises de ferramentas de pedra encontradas ao lado dos esqueletos dos hobbits revelam que estas eram semelhantes àquelas usadas pelos hominídeos contemporâneos.

Durante as pesquisas, os arqueólogos encontraram também o que pode ter sido o grande inimigo dos hobbits da Ilha das Flores: o Stegodon. Essa espécie era um tipo de elefante que habitava esta e outras ilhas vizinhas. Os ossos desse animal foram encontrados ao lado das ossadas e ferramentas dos hobbits, sugerindo que os pequenos podem ter caçado essa grande espécie.

Apesar dessas descobertas surpreendentes, não foi revelado se essa pequena espécie de hominídeo tinha pés peludos e nem se foi encontrado algum anel mágico em seus pertences.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.