Mais abraços, mais saúde: ato pode até melhorar a memória

Mais abraços, mais saúde: ato pode até melhorar a memória

Equipe MegaCurioso
Último Vídeo

Crédito: Thinkstock

Abraçar quem você gosta pode ter ainda mais benefícios para o seu corpo do que a sensação de amor, amizade e aconchego. Segundo um estudo feito pela Universidade de Viena, e divulgado no Daily Mail, abraçar uma pessoa querida faz com que o hormônio oxitocina seja liberado no organismo, proporcionando outras vantagens para o corpo.

A oxitocina, produzida pela glândula pituitária, é conhecida principalmente por ter relação com comportamento social e aproximação entre pais, filhos e casais.

Os cientistas descobriram que esse hormônio liberado na corrente sanguínea, quando você abraça, reduz a pressão arterial, diminui o stress e a ansiedade, podendo até mesmo melhorar a sua memória. No entanto, o efeito só funciona se você abraçar alguém em quem realmente confia. Caso contrário, o abraço em alguém desconhecido ou que você não gosta pode aumentar o stress, elevando os níveis de cortisol.

Crédito: Thinkstock

De acordo com a pesquisa, os abraços também podem tornar as pessoas mais tranquilas e compreensivas, “suavizando” a sua personalidade com o tempo. O neurofisiologista Jürgen Sandkühler, disse: "O efeito positivo só ocorre se as pessoas confiarem umas nas outras. Abraçar é bom, mas não importa quanto tempo ou quantas vezes se abraça alguém. A confiança é o mais importante". E você? Já abraçou alguém que você gosta hoje?

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.