5 pesquisas científicas ridiculamente óbvias
680
Compartilhamentos

5 pesquisas científicas ridiculamente óbvias

Último Vídeo

Muitas vezes, você pode encontrar por aí conclusões tão óbvias que nem mesmo precisariam ser questionadas, mas a verdade é que tudo na vida pode virar objeto de pesquisa – mesmo que, em alguns casos, o resultado não seja muito útil. Aqui, reunimos cinco conclusões óbvias da ciência para você imaginar: quem gastaria tempo pensando nisso?

1) Sapatos de salto deixam os pés doloridos

Um estudo com 3.300 homens provou o que qualquer pessoa já sabe: andar com sapatos de salto pode ser algo muito dolorido. Ao tentar aumentar a altura, você estica seus músculos e coloca muito mais peso sobre as pontas dos pés, que não foram “feitas” para isso. O resultado: dores que muitas vezes podem ser insuportáveis, até que você se acostume com isso.

2) Ficar careca pode deixar um cara triste

Sim, alguém resolveu pesquisar isso. Embora muitos homens não se importem tanto com o fato, é impossível negar que a calvície é uma preocupação para a maioria. No entanto, segundo dados do Healthcare, existem diversos motivos para o desespero.

Então, agora saiba que, para os homens, a queda de cabelos preocupa: 43% pelo visual menos atrativo na hora da paquera, 37% pelo envelhecimento em si, 22% pelo impacto na vida social e 62% por acreditarem que isso vai diminuir sua autoestima.

3) Reuniões são chatas

Você não precisa ter passado por mais do que uma ou duas reuniões de trabalho na vida para saber que, de uma maneira geral, elas acabam sendo insuportáveis. Mas a ciência resolver ir mais a fundo. Pesquisadores afirmam que uma agenda recheada de reuniões pode fazer até mesmo o mais produtivo e motivado funcionário se sentir atolado e estressado.

4) Ter bons amigos é bom, ter amigos ruins é ruim

Pois é. Pode parecer óbvio para você, mas para a ciência nenhuma resposta é definitiva; por isso, uma equipe de cientistas se empenhou para descobrir que pessoas com bons amigos podem ser mais felizes e tem até mesmo menos chances de morrer.

Agora, pessoas com amigos que tenham problemas podem levar você por um caminho não tão bom assim — e nem estamos falando de situações de risco. Segundo os pesquisadores, pessoas que engordam, por exemplo, têm a chance de 60% de que algum amigo siga o mesmo caminho. Talvez a resposta esteja em ter uma companhia para a comilança, ou não? Isso, a pesquisa não esclarece.

5) Engolir espadas pode ser perigoso

Se você curte a ideia de engolir espadas em seu tempo livre ou quer levar a arte circense como profissão, pode pensar duas vezes. Não que você precise de uma pesquisa para saber disso, mas engolir espadas pode ser perigoso.

Cientistas descobriram que engolidores de espada têm, com frequência, dores de garganta e dores no peito. Além disso, eles podem perfurar o esôfago caso o truque dê errado. E a pesquisa ainda alerta que os perigos são ainda maiores para quem está aprendendo (jura?).

*Publicado originalmente em 21/05/2013.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.