Já ouviu falar do iceberg A-68, que se desprendeu em julho da plataforma Larsen C na Antártida? Pois então, a grande placa de gelo que pesa cerca de 1 trilhão de toneladas e tem área de mais de 5,8 mil quilômetros quadrados está se movendo em direção às Ilhas Geórgia do Sul e Sandwich do Sul, no Oceano Atlântico Sul. As mudanças climáticas e a posição geográfica favorecem a captação de imagens que não puderam ser feitas durante a separação no meio do ano e o resultado são fotos espetaculares.

No último domingo, a agência espacial norte-americana sobrevoou a área com a equipe da Operation Icebridge, responsável por produzir mapas em 3D com as minúcias da Antártida e gelo polar ártico. O grupo que fez essa cobertura em um avião P-3 ficou simplesmente maravilhado.

Iceberg antártida a-68NASA mostra o tamanho do A-68 após a ruptura

“O A-68 é tão grande que parece ainda fazer parte da plataforma de gelo. Mas se você olhar à distância pode ver uma fina linha de água entre o iceberg e onde começa a nova frente. Uma pequena parte do voo hoje nos levou à parte frontal, com sua ponta refletindo no escuro Mar de Wendell”, comenta Katrhryn Hansen, escritora que participou da viagem para relatá-la em artigo do Observatório Terrestre da NASA.

NASA Iceberg AntártidaA-68 está atualmente nessa região, perto do Mar de Wendell, em direção às Ilhas Geórgia do Sul e Sandwich do Sul

Além das fotografias, os cientistas da operação usaram radar e gravímetro para medir melhor a profundidade da água abaixo do colosso. Com todas essas informações será mais fácil monitorar e prever qual será o destino do A-68 nos próximos meses. Confira a galeria: