Starre Vartan, redatora do site Mother Nature Network, acaba de completar 40 anos e resolveu contar o que aprendeu da vida na década anterior. Para mim, que estou na metade dos meus 30, serve como um complemento de (quase) tudo o que já tenho praticado. São “regrinhas” que na maioria das vezes acontecem naturalmente.

Apesar disso, lembre-se: a felicidade não é uma cartilha. Aquilo que pode funcionar para mim ou para a Starre não necessariamente funcionará para você. O importante é você saber identificar, nesses conselhos, algo de útil para a sua realidade. Então, vamos a eles:

1. Planeje o futuro que você quer

Quando somos mais jovens, é bastante comum darmos muito valor aos planos que as outras pessoas fazem para as nossas vidas. Aos 30 anos, está mais do que na hora de tomarmos as rédeas e decidirmos o nosso futuro. Isso envolve tudo: filhos, carreira, educação etc. Como você se vê aos 40? E aos 50? E aos 80? Está na hora de começar a colocar em prática um plano de vida real, para poder aproveitar bem todas as fases da sua vida.

2. Cuide de seu corpo

Se aos 30 você ainda não sabe preparar uma refeição saudável, está passando do tempo de você aprender! O nosso corpo já não é tão jovem quanto antes, e o ideal é nos prepararmos desde já. Que tal começar uma atividade física? Que tal largar os cigarros? Que tal investir em um plano de saúde? Tudo isso está relacionado e você precisa começar com urgência.

3. Saiba o que te traz alegria

Invista seu tempo naquilo que te faz feliz. Antes dos 30, é comum nos focarmos em nossas panelinhas e fazermos coisas que agradem a galera toda. Depois dos 30, está na hora de você focar em atividades que te fazem bem – e não pense, jamais, que isso é egoísmo. Afinal, por que perder tempo em mais uma noitada ruim em um bar apenas para sair de casa? Seja mais criterioso e seletivo!

4. Fuja da rotina

O item acima pode te levar ao marasmo e à rotina, mas fuja disso! Nunca fique acomodado e sempre esteja aberto a coisas novas por conta própria. Afinal, às vezes a vida muda nossa rotina e precisamos ter cabeça para lidar com isso. É uma demissão que acontece, a morte inesperada de algum amigo, um acidente de carro: situações que nem sempre então sobre nosso controle e que mudam nossa dinâmica de vida a todo o momento.

5. Aprenda a dizer “não”

A melhor maneira de isso acontecer é na prática. Aprender a dizer “não” é um das coisas mais difíceis da vida, mas que te traz um senso de tranquilidade incrível, afinal, você não precisa se submeter a situações que você não concorda.

6. Conheça seus limites

Os 30 anos são importantes já que eles trazem a maturidade cobrada pelo mundo. É nessa década que você deve conhecer seus próprios limites – desde a quantidade de cerveja que você pode beber sem dar vexame ao número de “piadas” que você suporta de boca calada. Contrariar as pessoas é normal. Quanto mais cedo você aceitar que não irá agradar a todos, melhor será.

7. Demonstre que você realmente gosta das pessoas importantes

Essa é uma fase da vida que devemos nos preocupar bastante com nós mesmos, mas jamais devemos deixar de lado as pessoas queridas. São elas que nos darão colo quando algo der errado. São elas que nos darão conselhos importantes. São eles que estiveram nos melhores e nos piores momentos de nossas vidas. Dar valor a isso é fundamental! Marque presença e demonstre sempre o seu carinho por elas.