A “desculpa perfeita” existe e aqui estão os 6 passos para chegar a ela
125
Compartilhamentos

A “desculpa perfeita” existe e aqui estão os 6 passos para chegar a ela

Equipe MegaCurioso
Último Vídeo

Não importa quem você seja, o que faça, que posição política tenha – a verdade é que, de vez em quando, você comete erros, assim como todo ser humano, e precisa se desculpar por eles. Acontece que admitir erros não é uma coisa muito fácil de ser feita, e nessas horas muitas pessoas acabam enfiando os pés pelas mãos e cometendo gafes que só pioram a situação.

A boa notícia é que é possível aprender a pedir desculpas do jeito certo – melhor ainda: tudo isso com base em uma pesquisa científica que conseguiu elencar quais são os seis componentes essenciais para que alguém expresse seus sentimentos de forma adequada. A pesquisa foi realizada por cientistas da Universidade Estadual de Ohio e contou com a análise das respostas de 755 pessoas. Descubra a seguir:

1 – Diga que sente muito

Vamos voltar à sua infância, naquela festa de aniversário da sua tia. Você e sua prima arrancam sangue do rosto uma da outra, e sua mãe e sua tia colocam vocês paradas frente a frente. É sangue no olho. De ambas. Ainda assim, as mamães cumprem seus papéis de pedagogia duvidosa e obrigam que tanto você quanto sua prima se desculpem. Só que vocês duas querem tudo, menos isso, e o “sinto muito” sai em som quase inaudível. Adianta? Não.

Se você não sente pelo que fez de errado, a desculpa já começa torta e, sinceramente, era melhor nem ter se desculpado. Aqui o jeito é pensar se você sente muito mesmo e, se esse for o caso, abrir o coração e deixar isso claro para a pessoa com quem você está se desculpando.

Sem as aspas do Joey, de preferência

2 – Explique o que houve de errado

Não adianta fazer o que você fazia quando brigava na infância e dizer “sinto muito”. Explique à outra pessoa qual exatamente foi seu erro. Dessa forma, você vai mostrar maturidade e também que analisa a consequência dos seus atos, o que é fundamental na hora de pedir para que alguém perdoe aquilo de errado que você fez.

Não tem nada de errado nisso!

3 – Tenha noção da responsabilidade que é pedir perdão

Não basta dizer que sente muito pelo erro; é preciso entender que, quando alguém perdoa você, você tem a responsabilidade de honrar esse perdão e repensar suas atitudes, para não fazer a mesma coisa de novo. Quem nunca caiu na história de “perdão, é a última vez, eu juro” ou conhece alguém que tenha caído? Noção de responsabilidade é exatamente isso: garantir que, de fato, foi a última vez que aconteceu.

Não é para qualquer um mesmo

4 – Demonstre arrependimento

Dizer que sente muito, reconhecer os próprios erros, prometer que nunca mais vai fazer de novo não vale nada se você não demonstra que está arrependido do que fez. Muitas pessoas acham que mostrar arrependimento é sinal de fraqueza, quando, na verdade, é exatamente o contrário. Se nos arrependemos de algo, significa que somos maduros o suficiente para reconhecer nossos erros e tentar resolvê-los. Pior mesmo é insistir na falha por uma questão de orgulho.

Quem nunca se arrependeu?

5 – Veja o que você pode fazer para resolver a situação

Talvez o erro que você tenha cometido não seja tão grave assim, talvez seja grave demais a ponto de simplesmente não ter algo que você possa fazer para resolver o problema, mas o mínimo a ser feito é tentar descobrir se tem como amenizar o estrago.

Ajude!

6 – Finalmente, peça perdão

É, é isso mesmo: até agora, você ainda não estava pedindo perdão. Estava apenas se desculpando, admitindo seus erros e tentando ver se poderia resolvê-los. Depois de tudo isso, com humildade, pergunte se a pessoa consegue perdoar você. Se sim, agradeça. Se não, coloque-se no lugar dela e não insista. Existem coisas que só o tempo mesmo resolve.

"Me perdoe."

***

Você tem alguma dica para quem errou e quer pedir perdão? Comente no Fórum do Mega Curioso

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.