Tragédia: a mulher que morreu para salvar o filho no atentado em Orlando
720
Compartilhamentos

Tragédia: a mulher que morreu para salvar o filho no atentado em Orlando

Equipe MegaCurioso
Último Vídeo

Não há dúvidas de que o massacre homofóbico ocorrido em Orlando na madrugada do último dia 12 tenha mostrado ao mundo que a intolerância mata – o presidente norte-americano Barack Obama afirmou que o atirador foi influenciado pelo extremismo propagado nas redes sociais. Quem acompanha esse tipo de notícia geralmente se comove a ponto de sofrer de verdade por causa da dor alheia, e a pergunta que fica é: até quando?

É por esses e outros motivos que a história de Brenda Lee Marquez McCool, uma das vítimas do atentado, tem emocionado pessoas do mundo todo. No momento do ataque, ela dançava na boate juntamente com o filho, Isaiah Henderson, quando viu que Omar Mateen, o atirador, estava apontando sua arma em direção a eles. Para proteger o filho, ela falou para ele se abaixar e se posicionou na frente.

“Ela foi morta a tiros. Era o quanto ela amava seus filhos. Se não fosse por ela, ele teria sido baleado”, disse a cunhada de McCool, Ada Pressley, em declaração publicada no New York Daily News. Henderson, em uma publicação no Facebook, disse que é surreal imaginar que estava ao lado de sua mãe 24 horas antes e terminou seu desabafo declarando seu amor por ela.

Tristeza

:(

McCool, que já tinha vencido duas batalhas contra o câncer, tinha o costume de sair para dançar com Henderson, que tem 21 anos e é homossexual. A cunhada disse que Brenda ia a Nova York nessa data, para celebrar a Parada Porto-riquenha na cidade: “Mas esse ano ela foi celebrar na Pulse. Se ela tivesse vindo a Nova York, estaria viva”, lamentou Pressley.

Depois do atentado, a família tinha esperanças de que Brenda estivesse internada em algum hospital e só foi saber de sua morte na segunda-feira (13). Duas horas antes de os tiros começarem a ser disparados, Brenda dançava salsa com os amigos e chegou a publicar um vídeo no Facebook.

A família da vítima, que era mãe de 11 filhos, abriu uma campanha de arrecadação de dinheiro online, para poder custear o funeral. Em poucas horas, receberam mais de US$ 10 mil.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.