(Fonte da imagem: Reprodução/DiscoverMagazine)

No seriado norte-americano “House”, um médico excêntrico trata pacientes com casos estranhos e complicados. E você pode apostar que ele ficaria bem intrigado com a situação de Mary, uma mulher que precisava ser carregada de ponta-cabeça para sobreviver.

Tudo começou quando ela necessitou de uma intervenção cirúrgica para resolver um problema no coração. A solução foi colocar um marcapasso na mulher, o que funcionou por um curto espaço de tempo — até que o marido dela notou que ela desmaiava toda vez que ficava de pé.

Para corrigir esse problema e permitir que a sua esposa vivesse, o homem começou a carregá-la de cabeça para baixo, de modo que ela não “apagasse” e os seus sinais vitais continuassem estáveis. Louis Janeira — que é especialista cardíaca — notou o comportamento e resolveu examinar o caso.

Com isso, a médica descobriu que o antigo marcapasso estava com um fio solto, que só voltava a se conectar quando a paciente estava de ponta cabeça. Por esse motivo, Mary foi submetida a uma nova operação, com o objetivo de corrigir o defeito raro no aparelho.

Muito bizarro, não?

Fonte: DiscoverMagazine