Por que os homens não conseguem distinguir tantas cores quanto as mulheres?
1.147
Compartilhamentos

Por que os homens não conseguem distinguir tantas cores quanto as mulheres?

Último Vídeo

Você alguma vez já observou um casal discutindo sobre cores? Quem sabe você mesmo não tenha debatido com a sua cara-metade se determinado tom era vermelho, carmim ou laranja-profundo? Pois essa história de que as mulheres conseguem distinguir mais cores do que os homens não é pura frescura nem uma invenção para irritar os rapazes, mas provavelmente uma característica evolutiva.

Os cientistas do Brooklyn College de Nova York chegaram a essa conclusão durante um experimento no qual homens e mulheres deveriam observar flashes de luz e descrever quais cores eles conseguiam enxergar. Nenhum dos participantes era daltônico (condição muito mais comum entre eles do que entre elas) ou sofria de problemas de visão.

Eles e elas

Fonte da imagem: pixabay

Os resultados apontaram que o cérebro de homens e o de mulheres processam as cores de maneira diferente, mostrando que eles têm mais dificuldades para distinguir diferenças sutis entre as tonalidades de verde, amarelo e azul. Assim, a grama vai parecer mais verde para as mulheres e mais amarelada para os homens, enquanto o alaranjado parecerá mais vermelho para eles do que para elas.

Segundo os pesquisadores, essas discrepâncias de percepção não podem ser explicadas por diferenças estruturais nos olhos, levando-os a especular que provavelmente é a testosterona — um hormônio muito mais abundante nos homens do que nas mulheres — que afeta a forma como as cores são processadas pelo cérebro.

Por outro lado, embora os meninos enxerguem menos cores do que as meninas, os pesquisadores perceberam que eles têm mais facilidade em observar pequenos detalhes e em rastrear objetos movendo-se rapidamente. Essas descobertas suportam a hipótese do “caçador-coletor”, baseada na ideia de que os sexos desenvolveram diferentes habilidades de acordo com os papéis vividos na pré-história.

Vantagem cromossômica

Fonte da imagem: pixabay

Além disso, essa habilidade feminina parece estar relacionada ao cromossomo X, que seria o responsável pela produção das opsinas, proteínas fotorreceptoras que nos ajudam a detectar as cores. Ao possuir dois cromossomos X, a mulherada teria vantagem sobre os homens, que, ao contarem com o par XY, possuem apenas um cromossomo desse tipo.

Embora saber distinguir entre diferentes tonalidades e ser capaz de perceber movimentos rápidos tenha ajudado os nossos ancestrais a sobreviver no passado, hoje em dia essas habilidades parecem ser úteis enquanto os rapazes acompanham jogos de futebol pela TV ou para fazer com que homens e mulheres briguem sobre esta ou aquela cor.

*Publicado em 29/04/2013

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.