Descubra 7 superpoderes femininos comprovados cientificamente
1.032
Compartilhamentos

Descubra 7 superpoderes femininos comprovados cientificamente

Último Vídeo

Não adianta questionar. A verdade é que mulheres são criaturas incríveis, sensíveis e inteligentes. Homens também o são, é verdade, mas em alguns quesitos a mulherada é praticamente expert a ponto de se classificarem quase como supermulheres. Se você duvida disso, confira abaixo alguns poderes femininos confirmados cientificamente:

1 – Mulheres são ótimas em realizar múltiplas tarefas

Gadget review

Um grupo de psicólogos do Reino Unido conduziu dois estudos que comprovaram a superioridade feminina quando o assunto é realizar tarefas múltiplas. Para isso, eles testaram habilidades de homens e mulheres que, num primeiro momento, tiveram que realizar tarefas em um computador — coisas simples envolvendo contagem e reconhecimento de formas. Os dois grupos conseguiam fazer as atividades uma de cada vez, mas os homens eram mais lentos.

No segundo experimento, dois grupos tiveram que responder a questões de espaço, como encontrar restaurantes em mapas ou encontrar chaves perdidas enquanto respondiam a questões simples de matemática ou falavam ao telefone. Nesse sentido, os pesquisadores descobriram que as mulheres são muito mais metódicas e organizadas do que os homens.

2 – Mulheres têm um senso de perigo mais elevado

Debbie spellman

Todo mundo sabe que as fêmeas geralmente são superprotetoras com suas crias. Isso vale também para nós, humanos. Um estudo publicado em 2012 pela Universidade de Kyoto revelou que mulheres são capazes de detectar a presença de cobras, por exemplo, mais rapidamente durante o período que antecede a ovulação. Ou seja: esse senso de proteção parece fazer parte do universo feminino desde antes de a mulher ser mãe.

De acordo com os cientistas envolvidos na pesquisa, esse estado de alerta maior tem a ver com os altos níveis de progesterona, cortisol e estradiol durante o período que antecede a ovulação.

3 – Melhor “gaydar” durante a ovulação

Carrie Bradshaw’s Protege

Quando estão ovulando, as mulheres conseguem identificar melhor se os homens à sua volta são gays. Essa afirmação é a conclusão de um estudo realizado em 2011, pela Universidade de Toronto. Na ocasião, 40 mulheres passaram por testes que envolviam opinar a respeito da orientação sexual de alguns voluntários.

Os pesquisadores perceberam, então, que quanto mais fértil é a mulher, maior é a chance de ela adivinhar a orientação sexual de alguém. Detalhe: isso tudo apenas avaliando fotos de rostos de homens – sem, portanto, poder observar outros detalhes. O mesmo estudo apontou que algumas mulheres, que tiveram que ler um conto erótico antes de responder às perguntas, tiveram pontuações ainda maiores.

Se você ainda não entendeu o que isso quer dizer, a resposta é que esse tipo de evidência contribui com estudos a respeito da evolução humana, principalmente no aspecto de que mulheres férteis têm “um faro” mais aguçado na hora de achar um parceiro.

4 – Sistema imunológico mais forte

The Healthy Mind

Mulheres são mais fortinhas quando o assunto é o sistema imunológico, e quem afirma isso são cientistas da Universidade de Gante, na Bélgica, que descobriram que aquele extra cromossomo X significa que mulheres têm mais micro RNA, que é capaz de melhorar a capacidade do sistema imunológico e, de quebra, inibir o crescimento de células de câncer.

Outro estudo comprovou que a presença de estrogênio previne a proliferação de uma enzima chamada caspase-12, que interfere nos processos inflamatórios.

E, se isso não está bom para você, saiba que um estudo realizado pelo japonês Katsuiku Hirokawa comprovou que o sistema imunológico das mulheres envelhece mais lentamente – segundo ele, isso pode explicar por que as meninas vivem mais que os meninos. É isso, rapazes: vocês estão mais sujeitos a doenças infecciosas do que as mulheres.

5 – A empatia

RB magazine

Esse é um conceito que você deveria conhecer e praticar. Empatia é a capacidade de se colocar no lugar de outra pessoa. Ajuda bastante quando você pensa em julgar alguém, por exemplo. Infelizmente, nem todo mundo é capaz de desenvolver empatia, que nada mais é do que uma demonstração daquilo que conhecemos como inteligência emocional.

E mulheres estressadas ou que estão sob pressão por algum motivo tendem a entender melhor as outras pessoas. Os homens, por sua vez, ficam mais egoístas e incapazes de compreender as pessoas ao seu redor. Giorgia Silani, responsável pela pesquisa, disse que o resultado foi inesperado, já que a crença maior era a de que tanto homens quanto mulheres, quando estressados, agiam de maneira mais egoísta.

O que explicaria esse comportamento diferente é o fato de que as mulheres tendem a procurar ajuda quando precisam, enquanto os homens são acostumados, desde sempre, com a ideia de que devem resolver tudo sozinhos. Isso sem falar no fato de que a oxitocina, hormônio produzido pelo stress, faz com que as mulheres fiquem mais sociáveis.

6 – Orgasmos obstétricos

Inquisitr

Por mais bizarro que pareça, algumas mulheres sentem prazer quando dão à luz. Um estudo realizado em 2013 pelo psicólogo francês Thierry Postel, e que teve como base entrevistas com 900 parteiras, confirmou que, entre 200 mil partos analisados, pelo menos 668 mulheres disseram ter tido um orgasmo no momento do nascimento de seus bebês.

De acordo com o psicólogo Barry Komisaruk, esses orgasmos não são novidade, uma vez que o processo pode estimular diversas zonas erógenas do corpo feminino. O fato é que a sensação depende de mulher para mulher: algumas sentem prazer e, ao que tudo indica, a maioria sente dor.

7 – Elas descobrem traições mais facilmente

Ninemsn

Enquanto você está indo buscar a farinha, é bem provável que sua esposa/namorada já tenha feito o bolo. A verdade é que as mulheres têm a bizarra habilidade de saber se o homem está a traindo apenas olhando para o rosto dele.

Cientistas de uma universidade australiana pediram para que 34 mulheres olhassem para o rosto de muitos homens diferentes e identificassem qual deles poderia ser considerado infiel. A resposta? Se a “prova” valesse 10 pontos, elas teriam tirado 6,2.

Um estudo realizado com homens, tendo a mesma metodologia da pesquisa anterior, descobriu que a nota deles seria bem mais baixa – algo como 2,3. Recuperação neles!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.