Por que o nosso nariz teima em escorrer quando saímos no frio?
40
Compartilhamentos

Por que o nosso nariz teima em escorrer quando saímos no frio?

Último Vídeo

Basta o tempo esfriar um pouco para quase todo mundo se deparar com aquele pequeno incômodo que faz a gente ficar fungando por aí: nariz escorrendo. Você pode se agasalhar todo antes de sair de casa, mas é praticamente inevitável que aquela água comece a escorrer em uma caminhada mais longa pelo frio. Por que será que acontece isso, hein?

Em média, uma pessoa produz pouco menos de um litro de fluido nasal por dia, e a maior parte dele é direcionada diretamente para a garganta e engolida. Calma, pode parecer nojento, mas isso é feito geralmente de forma inconsciente. O que acontece nos dias mais gelados é que, ao aspirar o ar frio, a circulação de sangue se intensifica na região do nariz, fazendo com que ele fique mais quente e aqueça também o ar que vai para os pulmões.

Essa circulação extra na região do nariz, porém, tem um efeito colateral: as glândulas que produzem o muco, ao receberem mais sangue, produzem uma quantidade extra de líquido. A passagem para a garganta acaba não dando conta desse adicional de fluido nasal, o que faz com que a saída para as narinas seja o caminho mais fácil para dar vazão ao material.

Mas não se preocupe, afinal, é só entrar em um ambiente quentinho para que a circulação do nariz se normalize e a produção de muco volte ao normal. Talvez só seja preciso dar aquela assoada no nariz para “limpar o salão”.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.