Envelhecer é bom e aqui estão 5 provas disso
45
Compartilhamentos

Envelhecer é bom e aqui estão 5 provas disso

Último Vídeo

O ser humano é realmente cheio de controvérsias. Da mesma forma que ninguém espera morrer cedo, envelhecer também é um dos nossos maiores medos. Parece sempre que temos a ideia enraizada em nossa mente de que ficar velho é sinônimo de incapacitação ou tristeza.

Na verdade, envelhecer pode ser uma coisa boa, especialmente para quem tem ciência disso desde cedo e se planeja nesse sentido, cuidando do corpo e da mente. O Mother Nature Network reuniu alguns motivos que talvez façam você olhar a velhice de outra maneira. Confira:

1 – Possivelmente você será mais feliz

Muitas pesquisas já comprovaram essa teoria: ficamos mais felizes quando envelhecemos. Na verdade, os índices de felicidade mais baixos geralmente são quando estamos entre os 30 e os 40 anos. Depois dos 60, literalmente, é só alegria.

A boa notícia é que essas pesquisas escutam relatos justamente de pessoas mais velhas e, ao que tudo indica, envelhecer é um bom negócio. Talvez dê até para você imaginar isso da seguinte maneira: independente de qual seja a sua idade, pense agora em um problema que atormentava a sua mente há cinco, 10 ou 15 anos. Será que você não lidaria com ele hoje de uma maneira muito mais desencanada?

Se você vai ser feliz quando chegar aos 60? Não sabemos. De qualquer forma, taí uma coisa que vale a pena pagar para ver. Na dúvida, faça atividades físicas, cuide da saúde, não fume e espere por uma velhice cheia de alegrias.

2 – Seu paladar será mais refinado

Sabia que suas papilas gustativas ficam mais evoluídas depois dos 40 anos? Em pessoas jovens, elas geralmente são renovadas a cada duas semanas, mas com o passar dos anos, essa reprodução é mais lenta. Enquanto os mais novos sentem o lado amargo de alguns alimentos com mais facilidade, as pessoas acima dos 40 não são tão sensíveis a esse amargor.

Além do mais, o cérebro humano, depois dos 40, já tem mais experiência e conhecimento a respeito de sabores variáveis, o que o torna mais tolerante nesse sentido. Como explica a psicóloga sensorial Marcia Pelchat, o que nos faz tolerar gostos amargos, por exemplo, não são exatamente nossas papilas gustativas, mas a exposição a esses sabores, a tolerância e, inclusive, questões culturais.

3 – Tem enxaqueca? Relaxa, que até envelhecer passa

Algumas pessoas sofrem de fortes dores de cabeça, que são as enxaquecas ou, ainda, migrânias. A boa notícia para essas pessoas é que uma pesquisa sueca, conduzida pelo Dr. Carl Dahlof, avaliou o quadro clínico de 374 pacientes durante 12 anos.

Surpreendentemente, para cerca de 30% dos voluntários a migrânia havia desaparecido completamente ao longo desses anos. Além disso, 80% dos participantes relataram que suas crises diminuíram consideravelmente – desses, 66% afirmaram que, quando as crises apareciam, eram mais curtas e menos doloridas. É ou não é uma boa notícia?

4 – Será mais fácil lidar com sua vida emocional

Se você vive em conflitos e às vezes tem a sensação de que simplesmente não sabe administrar questões afetivas, amorosas e emocionais, de um modo geral, pode começar a respirar mais aliviado: ao que tudo indica, isso vai passar. Com o tempo.

Quer uma prova? É só pensar que hoje você não chora em meio ao supermercado quando não pode ou não deve comprar aquela barra de chocolate. Diferente de muitas crianças de três ou quatro anos que você vê aos prantos no corredor das guloseimas, você aprendeu a não extravasar por pouca coisa. Como viver é aprender, sempre, a tendência é melhorar ainda mais.

Agora se mesmo assim você precisa de alguma coisa que comprove essa questão, saiba que um estudo realizado em 2010 avaliou os posicionamentos de pessoas acima dos 60 e de alguns jovens. Os voluntários deveriam dar sugestões sobre como solucionar alguns problemas hipotéticos. Adivinhe quem propôs as soluções mais práticas e menos dramáticas?

5 – Dormir vai ser lindo

Problemas relacionados ao sono são comuns, especialmente na juventude. Felizmente, um grupo de pesquisadores da Universidade da Pensilvânia descobriu que pessoas entre 70 e 80 são as que menos têm problemas para dormir.

Para chegar a essa conclusão, os cientistas avaliaram a qualidade de sono de 150 mil adultos de todas as idades. De acordo com o professor de psiquiatria Michael Vitiello, da Universidade de Washington em Seattle, nos EUA, que comentou a pesquisa, os problemas de sono que acontecem na terceira idade têm relação com outras doenças, não com o envelhecimento. Idosos saudáveis dormem muito bem, portanto.

***

E você, como lida com essa questão do envelhecimento? Uma das melhores formas de perceber que idosos são sábios e felizes é dar atenção a eles. Já ligou para os seus avós hoje? Se não tem mais avós vivos, é possível visitar os avós de seus amigos, vizinhos e por aí vai. Fazer amigos é sempre bom, e ter amigos mais velhos vai fazer de você uma pessoa melhor e mais feliz.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.