Por que gostamos de ambientes com temperaturas inferiores à do corpo?
361
Compartilhamentos

Por que gostamos de ambientes com temperaturas inferiores à do corpo?

Equipe MegaCurioso
Último Vídeo

Sabe quando o verão chega com tudo e você quase passa mal de tanto calor? Se a temperatura passa dos 35 ºC, por exemplo, a vontade que dá é a de correr para a praia mais próxima – mas por que será que nós ficamos com tanto calor em dias de temperaturas altas se a temperatura normal do corpo humano é de 37 ºC? Por que nos sentimos melhor em ambientes mais frescos? Você sabe?

O corpo humano é programado para gerar calor a todo o momento por meio do bombeamento cardíaco, do movimento muscular, do processo digestório e de muitas outras atividades que realizamos enquanto estamos respirando.

Para trabalhar em perfeitas condições, nosso corpo mantém essa temperatura média de 37ºC, e estar em exposição a temperaturas muito altas ou muito baixas pode prejudicar funções enzimáticas que existem para nos manter em equilíbrio – aí, dependendo da diferença entre a temperatura ambiente e a do corpo, o choque pode ser fatal.

Equilíbrio

Fonte: Giphy

Para manter a temperatura ideal, o corpo humano realiza diversos processos, como a respiração, o suor e a circulação sanguínea, que permite que o sangue se resfrie quando passa pelos vasos próximos à superfície da pele. Quando precisa se esquentar, o corpo contrai alguns vasos sanguíneos, limita o fluxo de sangue nas regiões próximas à pele e nos faz tremer, para provocar o aquecimento.

A umidade também interfere nesses processos de equilíbrio térmico, chegando a atuar de forma semelhante ao suor, em ambientes frios e úmidos, provocando o resfriamento corporal. De modo geral, pode-se dizer que existem alguns fatores que influenciam nosso conforto térmico: presença ou ausência de vento (é ele que nos faz ter sensações térmicas diferentes da real temperatura local); a fonte de calor (Sol, aquecedor, incêndio); e quantidade e tipo de roupa.

Além dessas interferências externas, sentimos calor ou frio também em virtude do nosso índice metabólico, que é basicamente a taxa pela qual o corpo transforma energia química em calor e trabalho. Esse índice é maior em pessoas com boa massa muscular – um alto índice metabólico indica alta produção de calor. Além da questão da musculatura, o índice metabólico de uma pessoa varia de acordo com outros fatores, e isso explica por que alguém sente frio mesmo quando está no mesmo ambiente que um indivíduo que está com muito calor.

E por que sentimos tanto calor no verão?

Fonte: Giphy

Para a maioria das pessoas, estar em um ambiente com a temperatura próxima à corporal é algo que faz com que o corpo se sinta quente em excesso, já que os mecanismos de resfriamento precisam trabalhar com muito mais empenho para manter o equilíbrio térmico. O que ajuda a manter esse balanceamento são fatores como o tipo de roupa usado, a hidratação do corpo, a movimentação que se faz, e a presença ou a ausência de vento.

É fundamental, então, conhecer melhor o próprio corpo e respeitar as necessidades dele. Em dias de muito calor, o ideal é beber bastante água, evitar se expor ao Sol por longos períodos entre as 10h e as 16h, consumir alimentos naturais e frescos, usar roupas leves e, claro, apostar no protetor solar.

Em dias de frio, é preciso usar roupas adequadas, evitar ficar com partes do corpo molhadas, proteger pés e mãos, hidratar a pele, consumir água e chás, manter uma alimentação saudável e evitar o consumo excessivo de álcool, que nos dá a impressão de esquentar, mas, na verdade, faz justamente o contrário e pode nos colocar em situações de risco.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.