Este fóssil de 3,7 bilhões de anos pode ser o mais antigo da Terra
435
Compartilhamentos

Este fóssil de 3,7 bilhões de anos pode ser o mais antigo da Terra

Último Vídeo

Um grupo de geólogos australianos anunciou a descoberta do que pode ser o fóssil mais antigo já registrado, com 3,7 bilhões de anos. O material foi encontrado na região de Isua, na Groenlândia, um local tão remoto que só podia ser acessado de helicóptero.

Até então, os fósseis mais antigos conhecidos tinham cerca de 3,5 bilhões de anos e haviam sido achados na região oeste da Austrália. Assim como o descoberto na Groenlândia, eles eram formados pelo acúmulo de microrganismos no fundo do mar.

Entretanto, apesar da descoberta, a equipe acredita que materiais ainda mais antigos podem ser encontrados nessa região do mundo. O grupo, liderado pelo geólogo Allen Nutman, da Universidade de Woollongong, supõe que esses microrganismos têm ancestrais ainda mais primitivos que podem ter vivido há cerca de 4 bilhões de anos.

Pesquisadores Allen Nutman e Vickie Bennet com o fóssil de 3,7 bilhões de anos

O que essa descoberta significa?

Se o achado for aceito pela comunidade científica, ele pode indicar que a vida na Terra teria aparecido pouco mais de 500 milhões de anos depois da formação do planeta. Isso pode significar um aumento nas chances de encontrarmos fósseis parecidos em Marte, onde também existia água em estado líquido há 3,7 milhões de anos.

Para descobrir a idade do fóssil, os cientistas usaram o procedimento de datação radiométrica, que mede a quantidade de energia emitida pelos elementos radioativos para calcular a idade de uma rocha.

A única parte triste dessa descoberta é que ela só foi possível por causa do derretimento de parte do gelo da Groenlândia, o que pode ter sido causado pelo aquecimento global ou por poucas nevascas no último inverno, segundo Nutman.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.