Crianças que praticam música vão melhor na escola, aponta pesquisa

Crianças que praticam música vão melhor na escola, aponta pesquisa

Último Vídeo

Aprender a tocar um instrumento musical pode te fazer ter melhores notas na escola, de acordo com estudo realizado pelo “Journal of Educational Psychology”. Os estudantes que tem aulas de música apresentaram um melhor desempenho em matérias como matemática, inglês e ciências em comparação com os outros colegas.

A pesquisa foi conduzida pelo professor de educação da Universidade Britânica de Columbia (UBC) Peter Gouzouasis e analisou mais de 112.000 alunos. O objetivo era analisar se a crença de que os alunos de música não se davam tão bem em outras disciplinas era verdadeira. “Nosso estudo mostrou que essa crença está errada e nós descobrimos que quanto mais os alunos se engajam com música, melhor desempenho eles tem nessas matérias”, concluiu Gouzouasis.

 Aprender um instrumento pode melhoras as suas notas na escola. Fonte: Independent

Durante o estudo, eles acompanharam por um certo período de tempo o desempenho dos alunos nas provas de inglês, ciências e matemáticas e depois compararam as notas de quem estava no programa curricular de música com quem não estava.

"Os estudantes que aprenderam a tocar um instrumento musical no Ensino Fundamental e continuaram a tocar no Ensino Médio não só pontuaram significativamente mais alto, mas ficaram cerca de um ano acadêmico à frente de seus colegas não-musicais em relação às suas habilidades em inglês, matemática e ciências, conforme medido por suas notas no exame, independentemente de sua origem socioeconômica, origem étnica, aprendizado prévio em matemática e inglês”, Gougouasis avaliou.

O professor assistente da escola de População e Saúde Pública da UBC também se referiu ao estudo, afirmando que os alunos que aprendem a ler notas musicais, coordenar a visão com as mãos e com a mente, e desenvolver habilidades auditivas utilizam todas essas experiências de aprendizado em outras áreas além da música.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.