71 mil volts: conheça o cara que suportou tudo isso para derrubar um mito
219
Compartilhamentos

71 mil volts: conheça o cara que suportou tudo isso para derrubar um mito

Último Vídeo

A eletricidade estática é todo o acúmulo de cargas elétricas em diferentes tipos de materiais, sendo resultante, na maioria das vezes, do atrito entre esses materiais. Normalmente, ela é útil ao nosso cotidiano, mas também pode se manifestar de outras maneiras, como pequenos choques ao tocarmos nesses objetos ou em outras pessoas.

Entretanto, se muita eletricidade estática ficar acumulada, é possível que aconteçam faíscas e explosões, sendo muito perigosa. Nós não temos como nos livrar dela – e nem queremos –, mas é preciso tomar cuidado. Durante anos, os cientistas acreditaram que o corpo humano suportaria uma descarga de eletricidade estática equivalente a 50 mil volts, mas esse mito foi derrubado.

Liu Shanghe, da Academia Chinesa de Engenharia, em Pequim, resolveu testar esse limite e chegou a uma descarga de 71 mil volts! Ele contou com assistentes que começaram liberando 20 mil volts e aumentando essa quantidade gradativamente. A cada liberação, mais e mais pelos de seu corpo ficavam eriçados.

Liu Shanghe derrubou o mito de que o corpo suportaria no máximo 50 mil volts

Mas claro que ele só fez isso por ter total controle do que estava aprontando: Shanghe tem mais de 50 anos de experiência na área e já estudou muitos casos de eletrocutamento involuntário. “Na estrada para a compreensão eletrostática, eu nunca pensei em desistir”, explica o cientista.

Ele também disse que não fez essa experiência gratuitamente: sua intenção é criar um dispositivo que possa calcular com precisão a eletricidade estática de tecidos vivos, para, no futuro, poder prevenir que mortes acidentais aconteçam pelo acúmulo dessa energia.

***

O Mega está concorrendo ao Prêmio Influenciadores Digitais, e você pode nos ajudar a sermos bicampeões! Clique aqui e descubra como. Aproveite para nos seguir no Instagram e se inscreva em nosso canal no YouTube.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.