(Fonte da imagem: Thinkstock)

Para você que nunca se dedicou muito ao basquete por pensar que são necessários anos de árduos treinamentos além de ter um talento nato, o engenheiro mecânico Larry Silverberg, da Universidade da Carolina do Norte, realizou alguns cálculos para que seja possível você fazer aquela cesta perfeita. Ou pelo menos melhorar a suas chances nas aulas de educação física.

De acordo com o site NBC News, que publicou a notícia, depois de observar milhares de lançamentos realizados por atletas profissionais, Silverberg desenvolveu uma fórmula mágica que envolve lançar a bola com um ângulo de 52 graus, com efeito de giro inverso — ou backspin — de três revoluções por segundo, direcionada a 7 centímetros além do centro da cesta, mais ao fundo do aro.

O giro inverso é o segredo

Segundo o engenheiro, com o giro inverso, caso a bola acerte o aro ou o quadro, o contato faz com que esta tenha o seu movimento drasticamente reduzido, aumentando as chances de que caia dentro da cesta. Mas será que você vai se lembrar de tudo isso quando estiver desafiando os seus amigos? Provavelmente não...

O engenheiro sugere que os “atletas” treinem um pouco em casa, realizando pequenos ajustes devido à variação de altura de cada um. Agora você já sabe: giro inverso e ângulo de 52 graus!

Fonte: NBC News