Especialistas dão dicas para melhorar seu desempenho em corridas longas
140
Compartilhamentos

Especialistas dão dicas para melhorar seu desempenho em corridas longas

Último Vídeo

Segundo dados oficiais na organização da corrida de São Silvestre, a última edição do evento bateu recordes e chegou ao limite máximo e 30 mil participantes – sem contar aqueles que correm mesmo sem estarem devidamente cadastrados. Esse número serve para demonstrar como a prática desse esporte vem crescendo ano após ano e, caso você esteja entre os corredores novatos, como é preciso se preparar seriamente para encarar a concorrência.

Mas por mais que treinar com regularidade e intensidade certamente ajude bastante na hora de deixar seu corpo pronto para a correria, o fato é que aqueles que realmente quiserem correr rápido e por bastante tempo precisam mudar também seus hábitos alimentares. Nessa hora, é comum que os esportistas novatos se sintam bombardeados por montes de informações a respeito de carbo-carregamento, shakes de proteína pós-corrida e bebidas energéticas.

Para facilitar a vida dos aspirantes a maratonista, Marco Plas e Jan-Maarten Rovers desenvolveram um aplicativo especial chamado BiteRunner. O app não apenas fornece rotinas de treino para modalidades de corrida que vão desde as de 5 km até uma meia-maratona, mas também indica o alimento ideal para comer durante cada etapa do seu treinamento – e até fornece receitas para que você possa preparar a comida.

Segundo os desenvolvedores, o app foi criado porque “a maioria dos corredores sabe que a nutrição correta na hora certa pode fazer diferença, mas a floresta de informações o desencoraja a entender como fazer isso”. A ideia do programa é justamente facilitar o processo, diminuindo o espaço para o surgimento de dúvidas.

Conceitos básicos

Quem está começando a buscar informações a respeito de preparação para corridas não costuma demorar muito para se deparar com informações a respeito de carbo-carregamento – um método que envolve aumentar seu consumo de carboidratos para correr mais. No entanto, como as informações muitas vezes são imprecisas, também é comum que essas pessoas passem a acreditar que devem se entupir de pães, massas e batatas.

O que os novatos muitas vezes não percebem é que a absorção excessiva desses nutrientes pode fazer com que eles não sejam todos queimados com a corrida, o que por sua vez pode levar ao acúmulo de gordura corporal. Usando o BiteRunner, você pode não somente descobrir quando e quanto comer, mas também encontrar receitas apropriadas e menos gordurosas envolvendo alimentos como quinoa, aveia e cuscuz, entre outros.

Outra dica comum é o consumo de bebidas eletrolíticas durante os treinos e corrida e de proteínas após sessões particularmente intensas, o que serve para melhorar sua vitalidade e acelerar a recuperação dos danos sofridos pelos músculos. Os usuários que não quiserem gastar fortunas com shakes proteicos e outras substâncias industrializadas podem encontrar receitas caseiras e mais saudáveis no app.

Dicas dos especialistas

De acordo com os criadores do BiteRunner, alguns hábitos simples podem ajudar bastante os aspirantes a maratonistas e corredores iniciantes. Segundo eles, o consumo de carboidratos realmente é importante no dia de treinamento intenso, com corridas de mais de uma hora ou sessões de alta velocidade. Também é importante tomar cuidado com a absorção de gorduras e garantir o consumo de um pouco de proteína. Boas opções são cuscuz e tabule de quinoa.

Durante os 20 minutos após sessões de alta intensidade, Plas e Rovers afirmam ser essencial beber líquidos isotônicos e comer lanches com bastante carboidratos e proteínas. Essas substâncias ajudam a otimizar o processo de recuperação muscular, fornecem um estoque de energia e auxiliam o desenvolvimento de suas capacidade físicas.

Já nos dias de treino leve ou de descanso, os especialistas afirmam que os carboidratos não são muito necessários. Nessas ocasiões, é uma boa ideia se focar em proteínas no café da manhã – com ovos mexidos ou cozidos – e consumir carboidratos sem muita gordura acompanhados de vegetais no almoço. Frango, peixes e abacate são interessantes nesse sentido.

Os criadores do BiteRunner também afirmam que é uma boa ideia variar sua alimentação entre opções adequadas para não ter que viver sempre comendo as mesmas coisas. Outro hábito positivo é fazer refeições pequenas, mas bastante frequentes. Por fim, eles dizem que é necessário beber muitos líquidos todos os dias e consumir eletrolíticos durante as corridas – uma boa opção caseira é um suco de romã madura.

O app ainda não está disponível para download, mas os criadores afirmam que ele deve chegar à App Store em breve. Os interessados podem acompanhar as novidades sobre o aplicativo e receber dicas por meio dos perfis do BiteRunner no Facebook e no Twitter.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.