Papo sério: quando e como devemos terminar uma amizade?
101
Compartilhamentos

Papo sério: quando e como devemos terminar uma amizade?

Último Vídeo

Seres humanos são criaturas sociais que precisam de interação, atenção e afeto. Essas necessidades muitas vezes são supridas com amizades, e, quando chamamos alguém de amigo, não imaginamos nossa vida sem essa pessoa.

Infelizmente, nem sempre é o que acontece, e quem você tinha certeza de que estaria sempre ao seu lado pode vir a ser o indivíduo de quem você sente que precisa se afastar. É triste? Muito. Acontece? Muito também, então o jeito é aprender a reconhecer que tipo de amizade precisamos eliminar e descobrir como fazer isso.

Um dos motivos que mais justificam a necessidade de colocar um ponto-final em uma amizade é, sem dúvida, algum desvio de caráter. Quando alguém pede ou aceita que você faça algo muito errado, é melhor prestar atenção. Amigos verdadeiros não desejam que você comprometa sua integridade em nenhuma circunstância.

Cilada

A definição do que é errado e imoral, no entanto, nem sempre nos é clara, e para ter noção disso é preciso saber interpretar atitudes – algo imoral é aquilo que vai contra um conjunto de valores e compromissos.

Quando seu amigo faz um pedido imoral para você, ou seja, quando ele pede para que você minta sobre algum assunto, por exemplo, já é sinal de alerta, pois, uma vez que você faça isso, ele possivelmente fará outros pedidos. O mesmo vale quando você fala sobre algum desejo ruim que sentiu e, em vez de aconselhar você a agir de outra maneira ou a pensar com cautela, seu amigo incentiva seu comportamento inadequado.

Se o seu amigo pede para que você prejudique a vida de uma pessoa, seja espalhando uma fofoca ou participando de algum plano mais elaborado, é preciso entender que ele está, basicamente, pedindo para que você faça o trabalho sujo e, por tabela, que seja responsável por algo errado. De novo: Cilada, Bino.

Tem mais

Agora, se seu amigo tem um comportamento que, além de prejudicar a ele mesmo, acaba afetando os outros, é preciso ter a noção de que às vezes o afastamento é necessário para o seu próprio bem. Digamos que essa pessoa use algum tipo de droga ilícita e não demonstre o menor interesse em largar o vício – vale a pena correr o risco de estar com ela?

É complicado lidar com amizades que nos são valiosas, especialmente se a outra pessoa sabe disso e acaba fazendo chantagem emocional ou cobrando de você algumas atitudes que você não precisa ter. Amizade não é cobrança.

Para não romper a amizade de forma brusca, o ideal é deixar que ela vá morrendo aos poucos, com a redução da interação social entre você e seu amigo. Com a perda gradual de contato, as pessoas vão aprendendo a viver umas sem as outras.

É ruim, mas acontece

Não criar inimizades é fundamental também, pois comportamentos hostis e agressivos nunca nos fazem bem. Pense sempre em proteger sua integridade e sua saúde e não caia na tentação de se vingar ou buscar meios de prejudicar a outra pessoa.

É importante que você tenha maturidade para não fazer com que outros amigos em comum também terminem a amizade com essa mesma pessoa – evitar fofocas é uma coisa ótima.

Terminar uma amizade nunca é fácil, até mesmo porque isso envolve grandes tensões emocionais e sentimentos de perda. Aceitar que isso pode acontecer, no entanto, é uma maneira de aprender a lidar com os contratempos da vida e, em algumas situações, de preservar sua imagem e sua integridade. 

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.