7 bengalas do século 19 que escondiam segredos inusitados
1.249
Compartilhamentos

7 bengalas do século 19 que escondiam segredos inusitados

Último Vídeo

1. O porta-moedas

No século 19, as bengalas eram muito mais do que meros acessórios utilizados por homens distintos: elas desempenhavam funções que nunca passaram pela nossa cabeça, como, por exemplo, a de porta-moedas. Prova disto é este modelo, que vinha com um espaço para armazenar pequenas quantias de dinheiro.

bengala

2. O miniprojetor de imagens

Este exemplar vinha com um dos primeiros projetores de imagens já produzidos — a chamada “lanterna mágica”. Trata-se de um dispositivo que projetava em um anteparo uma imagem desenhada em uma tela de vidro. Pode parecer algo bem antiquado para quem compartilha GIFs animados atualmente, mas foi uma sensação em meados do século 19.

bengala

3. A caixa de ferramentas

Feita de mogno e revestida de couro, esta bengala, por si só, já é uma obra de arte, mas as vantagens de possui-la não se restringiam a razões puramente estéticas. Dentro dela, haviam dois compartimentos secretos onde ficavam equipamentos bastante úteis naquela época: ferramentas de desenho, abridor de cartas e até mesmo uma bússola.

bengala

4. O xodó dos barbudos

A genialidade dos fabricantes de bengalas atendia às expectativas até dos homens mais preocupados com a aparência das suas barbas. Um exemplo é esta peça, feita de carvalho, que vinha com diversos itens voltados para o cuidado dos pelos faciais.

bengala

5. A bengala espiã

Muito antes de o primeiro filme da saga de James Bond, o espião mais famoso do cinema, estrear, na década de 1960, já existia uma bengala com uma máquina fotográfica acoplada. Patenteada na virada do século 19 para o 20, ela vinha com uma pequena câmera e um carretel de filmes e, obviamente, não fazia registros em vídeo.

Um perto de uma faca

6. O cantil em forma de bengala

Ao apertar um botão no topo desta carranca pouco amistosa, saía qualquer líquido que o seu dono desejasse armazenar. Era uma maneira bem sorrateira de transportar bebidas alcoólicas para todos os lugares.

bengala

7. A bengala perfeita para os botânicos

Caso você fosse um botânico e estivesse vagando pela mata fechada no século 19, esta peça seria uma mão na roda para suas empreitadas científicas. Ao detectar um espécime raro, bastava abrir a bengala e retirar dela seus equipamentos de trabalho de campo, como lâminas, um microscópio e um frasco para o armazenamento das suas coletas.

Uma faca pendurada na parede

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.