Islândia em 2018: Agora é ilegal que homens recebam mais do que mulheres
2.326
Compartilhamentos

Islândia em 2018: Agora é ilegal que homens recebam mais do que mulheres

Último Vídeo

É claro que nem toda comparação entre países é justa, especialmente quando falamos de duas nações com índices de desenvolvimento diferentes, mas em algumas situações é bacana trazer para a pauta nacional alguma notícia positiva de um país desenvolvido.

Em março do ano passado, a Islândia apresentou a lei que tornava ilegal pagar mais aos homens do que às mulheres pela realização do mesmo trabalho. Esse tipo diferenciado de remuneração existe em países de todo o mundo, mais bem desenvolvidos ou não, e as discussões sobre o tema têm se acalorado cada vez mais.

Agora, com o início de 2018, as companhias da Islândia que têm 25 funcionários ou mais precisarão comprovar que homens e mulheres têm salários iguais quando exercem a mesma função.

Para garantir a aplicabilidade da lei, as empresas precisarão enviar relatórios de pagamento ao governo a cada três anos – quem não se enquadrar nas novas regras vai precisar pagar multa.

Nos EUA, já é tecnicamente ilegal que homens e mulheres tenham salários diferentes quando exercem a mesma função, mas na prática isso não é cobrado de maneira muito efetiva. A prova disso é que as mulheres continham recebendo 20% a menos do que os homens, pelo mesmo tempo e tipo de trabalho, na Terra do Tio Sam. 

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.