A realidade do trabalho infantil em fotos antigas coloridas digitalmente
680
Compartilhamentos

A realidade do trabalho infantil em fotos antigas coloridas digitalmente

Último Vídeo

Em 1990, o Congresso Nacional aprovou a publicação do Estatuto da Criança e do Adolescente, que nada mais é do que um conjunto de normas que visam assegurar os direitos dos jovens brasileiros em todas as dimensões da vida. O cuidado especial com essa parcela da população, contudo, é algo recente e ainda está longe de contemplá-la em toda a sua totalidade.

Em pleno século 21, há grandes empresas mundo afora que tomam dessas meninas e desses meninos o direito à infância e os colocam em extenuantes e mal-remuneradas jornadas de trabalho. Além disso, casamentos forçados, aliciamento sexual e treinamento militar são vistos com absoluta normalidade dentro do contexto de algumas culturas.

O interesse por esse tema tão pertinente levou o fotógrafo Tom Marshall a colorir digitalmente o acervo de imagens do sociólogo Lewis Wickes Hine, que, no início do século 20, retratou a exploração de crianças nos campos e nas cidades dos Estados Unidos. O resultado você confere a seguir:

1. Johnnie, de 9 anos, em Dunbar, na Louisiana, em registro de 1911

1911

2. Michael, de 8 anos, da Filadélfia, em 1910; na ocasião, o jornaleiro se recuperava de um profundo ataque de pneumonia

ataque de pneumonia

3. Jennie, de 8 anos, colhendo cranberries em Nova Jersey, em 1910

em 1910

4. Hyman, de 12 anos, vendedor de jornais em Connecticut, registrado em 1909

Hyman, de 12 anos

5. Katrina (6), Franco (11), Maria (12) e Mattie (5), em registro feito em Nova York, em 1910 

5

6. Rolland, jornaleiro de Nova Jersey, aos 12 anos de idade

6

7. Retrato de 1910, época em que uma criança trabalhar e fumar era absolutamente normal

7

8. Preston, de 5 anos, cartunista do estado norte-americano do Maine, em 1911

8

9. Já esta imagem, de 1924, retrata um garoto vivendo uma realidade bem diferente da apresentada nas imagens anteriores

9

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.