01
Compartilhamento

Conheça as incríveis geleiras do Alaska que vão desaparecer em breve

Uma paisagem surreal, tão incrível que nem parece de verdade. A geleira Mendenhall, localizada em Juneau, no Alaska, já é de tirar o fôlego quando observada de fora. No entanto, é quando você entra nela que a mágica acontece.

Formações de gelo azul em diferentes tamanhos e água corrente no chão compõem a paisagem da geleira, formada 3 mil anos atrás, durante a Pequena Era do Gelo.

1

A coloraçao azul-turquesa das cavernas de gelo em Mendenhall é resultado da forma como a luz incide sobre o gelo  no espectro de luminosidade, as cores da extremidade vermelha são absorvidas pelo gelo, deixando as ondas azuis brilharem.

Sua composição irregular faz com que a visão esteja sempre em transformação, tornando a paisagem fascinante e totalmente compensatória de todo o esforço que demanda para chegar até lá: um passeio de caiaque, quilômetros de caminhada e mais alguns de escalada no gelo.

2

Naquele período, camadas e camadas de neve caindo em uma mesma área foram formando grandes campos de gelo, que só começam a recuar quando a temperatura do ar aumenta e menos neve passa a cair.

E é exatamente isso que vem acontecendo com o aquecimento global indo de vento em popa. Atualmente, Mendenhall tem quase 21 quilômetros de extensão  3,2 km a menos do que na década de 50.

3

O encolhimento vem acelerando desde 2005, diminuindo 30 metros por ano desde então — o que é uma pena para o mundo! Não ajuda muito o fato de que, todos os anos, as cavernas de gelo são visitadas por 500 mil turistas aventureiros. Afinal, ninguém quer perder a oportunidade de ver essas belezinhas de perto enquanto ainda há tempo.

Enquanto isso não acontece, confira o vídeo para ver um pouco de Mendenhall.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.