Kukulcán, o templo maia que tem duas pirâmides dentro de uma
119
Compartilhamentos

Kukulcán, o templo maia que tem duas pirâmides dentro de uma

Último Vídeo

Apesar de toda a tecnologia desenvolvida até o século XXI, as construções mais antigas do mundo ainda são um mistério a ser desvendado. Entender como elas foram montadas e qual era sua função é algo que dá bastante trabalho aos cientistas.

O templo de Kukulcán, nas ruínas maias de Chichén Itzá, no México, não é diferente. A cada passo adentro do monumento, também conhecido como “El Castillo”, os pesquisadores descobrem fatos totalmente novos.

O mais impressionante deles foi o achado de uma terceira estrutura dentro do lugar. Os arqueólogos já tinham encontrado há muito tempo evidências de que o local foi feito em cima de outra pirâmide; porém, estudos recentes, com equipamentos modernos, mostraram que o edifício de dentro também foi construído em cima de outro. A grosso modo, podemos dizer que temos quase uma versão gigante de uma matriosca.

Como foi feito?

Um dos motivos para a descoberta dessa estrutura ter demorado tanto é que não se pode sair quebrando uma ruína para ver o que há dentro (embora isso tenha acontecido no início do século passado). Era necessário esperar que a tecnologia fosse capaz de resolver o problema.

1

A modernidade trouxe a tomografia de resistividade elétrica tridimensional, que tem o apelido simpático de ERT-3D e basicamente cria um mapa digital da estrutura. A técnica já tinha sido utilizada antes no Kukulcán para a descoberta do Cenote, um rio que passava por baixo do lugar e, de acordo com o site Curiosity, era utilizado para sacrifícios.

Imaginem a surpresa dos pesquisadores quando, ao usarem a tecnologia para explorar a segunda pirâmide que eles já sabiam estar lá, de repente tropeçaram com uma terceira enterrada dentro dela? Legal, né? Deve ter sido um dia cheio!

Até o momento, o que se pode entender da construção é que ela possui uma pequena escadaria e um altar, o que lembra bastante um templo. Levando em consideração sua estrutura e sua proximidade com o corpo de água, os cientistas acreditam que o seu estudo será muito importante para compreender os primeiros anos da religiosidade maia.

***

Você conhece a newsletter do Mega Curioso? Semanalmente, produzimos um conteúdo exclusivo para os amantes das maiores curiosidades e bizarrices deste mundão afora! Cadastre seu email e não perca mais essa forma de mantermos contato!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.