Cego pretende cruzar o Salar de Uyuni sozinho e a pé
27
Compartilhamentos

Cego pretende cruzar o Salar de Uyuni sozinho e a pé

Último Vídeo

Muita gente acha que as deficiências são limitadoras, já que não conseguem imaginar como seria viver sem enxergar, sem caminhar ou sem falar, por exemplo. Enquanto muitos nascem sob essas condições, outros as adquirem após acidentes ou doenças, como no caso do professor francês Alban Tessier, de 41 anos, que aos 16 anos começou a perder a visão por conta de uma condição degenerativa.

Hoje em dia, Tessier é completamente cego, mas isso não o impediu de planejar uma aventura ousada: através a pé e sozinho o caminho mais longo do Salar de Uyuni, na Bolívia, o maior deserto de sal do planeta. A ideia é começar a caminhar nesta terça-feira (17) e percorrer 20 km por dia.

albert tessierAlbert Tessier que provar que deficiência nenhuma deve ser empecilho para aventuras

Para servir de guia, o professor usará um GPS com função auditiva. Ele pretende caminhar entre as cidades de Llica e Kolchani para mostrar que mesmo pessoas com algumas limitações são capazes de enfrentar grandes desafios. Esse é um sonho que começou antes mesmo de ele perder totalmente a visão, sendo que Tessier passou os últimos anos se preparando para a jornada.

Um agente turístico boliviano e uma médica francesa estarão em constante comunicação com o professor, acompanhando-o a uma distância de 1 hora – o intuito é não precisar de nenhum dos dois apoios. Apesar de não dominar o idioma espanhol, Tessier acredita que essa não será uma limitação para realizar a jornada, que tem previsão de acabar no dia 23 de julho. Desejamos sucesso!

***

Você conhece a newsletter do Mega Curioso? Semanalmente, produzimos um conteúdo exclusivo para os amantes das maiores curiosidades e bizarrices deste mundão afora! Cadastre seu email e não perca mais essa forma de mantermos contato!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.