Você soube que a Suprema Corte da Índia propôs a demolição do Taj Mahal?
96
Compartilhamentos

Você soube que a Suprema Corte da Índia propôs a demolição do Taj Mahal?

Último Vídeo

O Taj Mahal — monumental mausoléu construído na Índia há quase 400 anos — está, sem sombra de dúvidas, entre os edifícios mais impressionantes e reconhecidos do mundo. Situado na cidade de Agra, o túmulo foi erguido a pedido do imperador Shah Jahan depois que sua terceira esposa, Mumtaz Mahal, faleceu durante o parto, e, além ser feito quase completamente em mármore, seu interior foi decorado com quase 30 variedades de pedras preciosas e semipreciosas.

Taj MahalLindo, né? (Smithsonian.com/Wikimedia Commons)

Não é a toa que esse esplêndido mausoléu foi reconhecido como uma das Novas Sete Maravilhas do Mundo — mas, por incrível que pareça, existe uma proposta de demolir o Taj Mahal. É claro que tudo não passa de pressão, uma vez que a destruição de uma maravilha arquitetônica como essas jamais seria permitida, porém, de acordo com Jason Daley, do site Smithsonian.com, essa alternativa foi apresentada pela Suprema Corte da Índia aos governos estadual de federal do país, e a briga parece feia.

Vai ou racha derruba

Segundo Daley, com o passar dos anos, a superfície do Taj Mahal vem acumulando uma feia camada de cocô de insetos, poluição e cracas. Tanto que o mármore que costumava ser branco, ficou todo amarelado e, de uns tempos para cá, começou a ficar manchado com uma variedade de tons, incluindo o esverdeado, o marrom e o preto. Isso sem falar que o local é o ponto turístico mais popular da Índia e chega a receber até 70 mil visitantes por dia, o que, convenhamos, não contribui para manter o monumento limpinho.

Taj MahalMultidões visitam o Taj Mahal todos os dias (National Geographic/Michael Melford)

A questão é que a galera responsável pela manutenção do monumento — ou seja, os governos estadual e federal da Índia —, não está dando conta (ou se preocupando) de cuidar do edifício como deveria e, a suprema corte, vendo o estado em que o túmulo está ficando, decidiu lançar um ultimato. Um comitê especial avaliou a situação e decretou que, ou as autoridades contratavam um time de especialistas internacionais para restaurar o Taj Mahal e reverter o problema ou, do contrário, que derrubassem o mausoléu.

O pessoal da Suprema Corte apontou ainda que não adianta nada só fazer um faxinão no monumento para que ele volte a ficar limpo e reluzente. As autoridades locais devem tomar medidas para limitar e prevenir a poluição nos arredores do túmulo — uma vez que existe um rio no qual é despejado esgoto (o que atrai uma grande quantidade de bichos) e que corre bem ao lado do Taj Mahal, e também há inúmeras fábricas na vizinhança.

Rio perto do Taj MahalOlha o rio sujinho aí (National Geographic/Jeremy Woodhouse/Corbis Images)

Essas ordens foram decretadas em maio e, até agora, nenhuma medida foi tomada pelo governo — e nem sequer um projeto foi apresentado ainda. A corte não está nada satisfeita com a aparente falta de interesse, mas parece que as autoridades estavam para apresentar um plano de ação em que se comprometiam a fechar um grande número de fábricas ao redor do Taj Mahal, investir em plantas de tratamento de esgoto para melhorar as condições do rio que mencionamos e reduzir a quantidade de visitantes ao dia em até 40 mil. Veremos se vão cumprir mesmo com o prometido!

***

Você conhece a newsletter do Mega Curioso? Semanalmente, produzimos um conteúdo exclusivo para os amantes das maiores curiosidades e bizarrices deste mundão afora! Cadastre seu email e não perca mais essa forma de mantermos contato!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.