11 de fevereiro: hoje é o Dia Internacional das Mulheres na Ciência
34.887
Compartilhamentos

11 de fevereiro: hoje é o Dia Internacional das Mulheres na Ciência

Último Vídeo

De acordo com estimativas da Unesco, menos de 30% dos pesquisadores em todo o mundo são do gênero feminino. Essa porcentagem é justificada por muitos fatores que influenciam as mulheres a não optarem por áreas STEM (acrônimo em inglês para ciência, tecnologia, engenharia e matemática).

Números apontam que as pesquisadoras em geral possuem poucas oportunidades de publicar seus estudos, recebem pagamentos menores por eles quando comparadas aos homens e, por esses e outros motivos, avançam menos em suas carreiras. Além disso, nas áreas citadas, elas conseguem um trabalho a cada 20 perdidos, enquanto os homens são contratados após serem rejeitados apenas 4 vezes.

(Reprodução/Un Women)

A Unesco, que estabeleceu a igualdade de gênero como prioridade global, criou em 22 de dezembro de 2015 o Dia Internacional das Mulheres na Ciência, celebrado em 11 de fevereiro. O dia é tanto uma forma de criticar a disparidade de gêneros nesse campo quanto um modo de incentivar que mais mulheres se interessem por ciência e procurem uma profissão dentro dela.

(Reprodução/United Nations)

Esse é mais um grande desafio estabelecido na Agenda de Desenvolvimento Sustentável para 2030, que abarca temas que vão do combate ao aquecimento global a melhorias no sistema de saúde dos países. Promover a diversidade nas pesquisas científicas gera novos talentos e traz perspectivas diferentes. Nesse sentido, o aumento da incidência das mulheres nesses campos é o melhor caminho para alcançar tal objetivo.

Por que devemos incentivar as mulheres na ciência o quanto antes?

Recentes estudos indicam que 65% das crianças que entram no ensino fundamental atualmente terão profissões que ainda nem foram criadas. Contudo, enquanto o número de meninas nas escolas aumentou, elas continuam mal representadas nas áreas de ciência, tecnologia, engenharia e matemática. Esse fato contribui para que elas percam o interesse em STEM assim que atingem a adolescência.

(Reprodução/Unesco)

É necessário acabar com o estereótipo de que mulheres possuem uma aptidão menor para esses campos de conhecimento em relação aos homens. E essa é a nona meta da Agenda de Desenvolvimento Sustentável estabelecida em 2015 por líderes de todo o mundo para ser cumprida até 2030. 

Os empregos do futuro serão impulsionados pelas inovações na tecnologia e, se a divisão de gênero não for combatida, é provável que a situação se agrave com o passar do tempo. Diante desse problema, políticas de recrutamento, retenção e promoção de mulheres em profissões STEM, assim como o incentivo em qualificações contínuas para o mercado de trabalho, podem ser uma solução.

(Reprodução/Youtube)

A criação desse dia em homenagem às mulheres é um lembrete de que elas, apesar de possuírem uma representação menor do que os homens na ciência e na tecnologia, possuem um papel de extrema relevância nos avanços feitos, e sua participação nas pesquisas deve receber a devida atenção e ser fortalecida.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.