Idoso é preso no Japão pelo roubo de 159 selins de bicicleta

Idoso é preso no Japão pelo roubo de 159 selins de bicicleta

Último Vídeo

A Polícia Metropolitana de Tóquio prendeu, na semana passada, um idoso de 61 anos que confessou o roubo de 159 selins de bicicleta na região de Ota, na capital japonesa. O motivo do crime, segundo reportagem publicada na edição de 3 de outubro do Sankei Shimbun, teria sido "vingança".

A polícia confirmou que acusou formalmente Akio Hatori, um trabalhador de meio período, de furtar um selim — avaliado em 1000 yenes (cerca de 38 reais) — de uma bicicleta estacionada numa rodovia da região de Nakarokugo por volta das 7 horas da noite do dia 29 de agosto passado.

A vingança

Levado para a delegacia de Kamata, Hatori fez uma revelação surpreendente: "No verão de 2018, tive que comprar um selim novo pois o meu foi roubado". E concluiu: "Aí, comecei a roubar por vingança, fazendo os outros sentirem o mesmo que eu".

Após o furto de seu selim, o que ele fez foi comprar um novo — que nem é tão caro. Porém, o idoso ficou muito irritado com o incidente, e não é difícil imaginar o motivo. Quem roubou aquela parte do veículo certamente não o fez por dinheiro, pois não existe um mercado negro de selins, nem é uma coisa que você necessita comprar de uma hora pra outra, ou mesmo um objeto que você se sente tentado a roubar para escapar do tédio.   

Absolutamente não. A única razão para roubar um assento de bicicleta no Japão é ser um completo idiota e querer incomodar alguém. Psicologicamente, tanto o vandalismo quanto o roubo causam o mesmo dano. Daí ser compreensível que Hatori tenha ficado tão chateado.

Raiva eterna

O outono chegou, mas Hatori não conseguiu superar a sua raiva, e teve a certeza de que deveria fazer alguma coisa. Mas, o quê? Usar as redes sociais para rastrear o ladrão? Sair com sua bicicleta de selim novo pelo bairro para evitar que esse tipo de roubo se transforme numa mania no Japão?

Nada disso. Ele simplesmente começou a roubar um monte de selins das bicicletas de outras pessoas. E quando falamos num monte é um monte mesmo. Imaginem empilhar 159 selins de bicicleta!

O julgamento de Hatori ainda não foi marcado.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.