Polícia da Califórnia tem robô a serviço, mas ele nega ajuda

Polícia da Califórnia tem robô a serviço, mas ele nega ajuda

Último Vídeo

Quando a Polícia da Califórnia anunciou que o HP RoboCop iniciaria seu serviço no Huntington Park, em junho de 2019, parecia que a segurança da área estava prestes a se igualar àquela vista nos filmes de ficção científica. O robô é, inclusive, quase homônimo ao personagem meio humano, meio androide que fez sucesso no cinema na década de 1980.

A inovação tecnológica de pouco mais de um metro de altura conta com câmeras de alta definição que filmam em 360 graus, microfones potentes, um botão de emergência para contatar diretamente a polícia, comandos vocais e passaria a fazer parte da patrulha da área. Porém, em setembro de 2019, uma transeunte descobriu que as coisas não estavam funcionando exatamente como deveriam.

A ocorrência

(Fonte: KTLA)

Ao presenciar uma briga violenta no parque, Cogo Guebara avistou o robô policial não muito longe. Se aproximou dele e apertou o botão de emergência diversas vezes, tentando contatar a polícia para que os oficiais pudessem apartar a briga.

O que ela não esperava era que, além de o botão parecer não ter nenhuma serventia, o robô pedisse repetidamente para que ela saísse do seu caminho. Quando Cogo desistiu, o robô se distanciou tocando uma música. HP RoboCop também pediu para que outros frequentadores do parque mantivessem o parque limpo, mas continuou completamente alheio à briga.

A polícia teve que ser contatada de forma tradicional, pelo telefone, e só chegou ao local 15 minutos depois de a briga ter acabado. Uma mulher envolvida na encrenca precisou de atendimento emergencial e foi levada de ambulância ao hospital com um sangramento na cabeça.

Explicação da Polícia da Califórnia

Cosme Lozano,  chefe de polícia da região, explicou que o robô ainda está em fase de testes. Embora ele conte com diversas funções para garantir a segurança dos frequentadores do parque, elas ainda não estão ativas.

As câmeras, por exemplo, ainda não arquivam nenhuma imagem e o botão de emergência ainda não tem ligação direta com a central de polícia. Ainda segundo Lozano, essas funções devem estar disponíveis antes do fim do mês de outubro.

E este sequer foi o primeiro problema envolvendo um robô policial da mesma linha do HP RoboCop: em outra ocasião, também na Califórnia, um robô chegou a derrubar uma criança em um shopping. Já em Washington, outro robô caiu em um chafariz. 

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.