Seja o primeiro a compartilhar

Casamentos poderão ser realizados pelo Zoom em Nova York

Os noivos não poderão usar a pandemia do coronavírus como desculpas para adiar o casório — pelo menos em parte dos Estados Unidos. Para driblar a quarentena, o governador do estado de Nova York autorizou que as celebrações de casamento possam ser realizados por meio de videochamadas até o dia 18 de maio.

Não há nenhuma exigência para a utilização do Zoom, mas o aplicativo se tornou um dos mais populares para manter as pessoas conectadas no meio da pandemia. Outros programas, como o FaceTime e Google Hangouts também estão sendo utilizados para unir oficialmente casais pela internet.

Nova York é um dos estados americanos mais atingidos pelo novo coronavírus e está sob uma ordem estadual de quarentena em larga escala. Com a maioria das pessoas isoladas em casa, a notícia da autorização do casamento por videochamada tornou possível casais manterem suas datas de casamento, e ainda convidar amigos e familiares para participar remotamente.

Regras para a cerimônia por videochamada

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

A cerimônia digital precisa seguir regras específicas, como permitir a interação direta entre o casal e a pessoa responsável pela celebração do casamento. Ou seja, a autorização não vale para vídeos pré-gravados. Mesmo que não estejam presentes no mesmo local, os participantes devem se conectar ao mesmo tempo.

Para ter validade jurídica, o casamento precisa já ter sido agendado e os locais onde seria realizada a cerimônia deve estar fechado por causa do isolamento provocado pela pandemia do novo coronavírus.

Outros locais também adotaram o casamento digital

Medidas semelhantes foram tomadas por outros locais para permitir o casamento durante a pandemia mundial. No estado do Colorado, os casais podem solicitar licenças de casamento pela internet e em um condado de Ohio, a possibilidade também está disponível, mas somente quando um dos parceiros é profissional de saúde ou sofre de uma doença grave.

Nos Emirados Árabes Unidos, o Ministério da Justiça criou um sistema para que os noivos possam realizar todo o trâmite da união digitalmente, desde o envio de documentos necessário, até o casamento virtual, com o responsável pela celebração e até testemunhas.

A Indonésia também abriu a possibilidade, desde o final de março, quando os funcionários públicos começaram a trabalhar em casa, mas a medida só vale para os casais que solicitaram o registro antes da aplicação da política de trabalho remoto.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.

Comentários

Você já percebeu que passamos por algumas mudanças por aqui, né? Uma delas é melhorar também o nosso campo de comentários - e nada melhor do que você, nosso leitor, para nos ajudar e garantir que a gente esteja no caminho certo. Substituímos temporariamente nossos comentários por uma pesquisa rápida para implementarmos mais uma melhoria. Como você acredita que nossa interação pode ser mais próxima aqui?

CLIQUE AQUI PARA RESPONDER