Seja o primeiro a compartilhar

Como é um show musical com distanciamento social?

Shows, festivais e apresentações foram canceladas ou suspensas por tempo indeterminado desde o começo da pandemia do novo coronavírus. Com um inicío de normalização da situação na Europa, os eventos estão voltando a ser planejados, mas, é claro, obedecendo as medidas de prevenção da Organização Mundial da Saúde (OMS). 

Nesta ideia, aconteceu no Reino Unido o primeiro festival em tempos de pandemia: o Virgin Money Unity Arena, em Newcastle.

Pessoas precisam respeitar o distanciamento social durante todo o evento. (Fonte: PA Images/Reprodução)Pessoas precisam respeitar o distanciamento social durante todo o evento. (Fonte: PA Images/Reprodução)

Primeiro show em tempos de pandemia

O evento aconteceu no Gosforth Park, uma grande área verde e com locais de lazer e turismo ao redor, como um campo de futebol, de golfe, um hotel e outras coisas. O ambiente tem 45 mil metros quadrados e só pode ser acessado dentro de um veículo, sendo ele pessoal ou de aplicativo.

A região está recebendo a primeira área de eventos que tem como base as regras de distanciamento social. A ideia é da empresa Virgin e recebeu o nome de Virgin Money Unity Arena.

O local recebe shows dos mais diferentes estilos musicais e segue medidas de prevenção de forma bem rigorosa. Um exemplo é o fato das pessoas precisarem ficar em áreas delimitadas por uma espécie de cercado, das quais só podem sair para ir ao banheiro ou buscar bebidas e comidas. 

Os locais para assistir respeitam um distanciamento de 2 metros. (Fonte: PA Images/Reprodução)Os locais para assistir respeitam um distanciamento de 2 metros. (Fonte: PA Images/Reprodução)

Regras do Virgin Money Unity Arena versão pandemia

O sistema dos shows em tempos de quarentena é bem semelhante ao dos cinemas drive-in, mas com uma liberdade um pouco maior. Ao comprar o ingresso, a pessoa já escolhe em qual local irá ficar e esse ambiente não pode ser ocupado por outro. 

As pessoas chegam ao local em veículos e são designadas para os respectivos "locais de assistir", carinhosamente batizados de pods. Cada pod tem um horário específico de chegada ao local do evento com o intuito de evitar aglomerações. E, em cada um destes locais de assistir, são permitidas até cinco pessoas e o uso de máscaras não é obrigatório. 

Se alguém quiser comer ou beber alguma coisa, é necessário solicitar por um aplicativo exclusivo e a comida pode ser entregue no pod ou a pessoa ir buscar — obviamente, com horário combinado e com uso de máscaras de proteção. 

(Fonte: PA Images/Reprodução)(Fonte: PA Images/Reprodução)

Os shows estão sendo um sucesso e ficando esgotados extremamente rápido, com um ingresso que, transformado pro Real, varia entre R$ 500 e R$ 1,2 mil. Aparentemente a ideia é segura e ainda não foram apresentados casos de contaminação. 

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.