Seja o primeiro a compartilhar

CopenHill: usina de resíduos, pista de esqui e trilha de caminhada

Uma usina de processamento de resíduos em Copenhague, na Dinamarca, está conseguindo atender ao mesmo tempo a duas demandas públicas: transformar aquela capital na primeira cidade livre de carbono do mundo e fornecer um belo espaço de entretenimento e convívio social.

Fonte: Bjarke Ingels Goup/Divulgação

Idealizado em 2002 como um ambicioso projeto arquitetônico em um estúdio chamado PLOT, CopenHill é hoje a maior usina de geração de energia através de resíduos do planeta, e também uma obra-prima de design, incorporando uma enorme pista de esqui e uma trilha de caminhada em seu telhado sinuoso, além de uma parede maciça para escalada em um de seus lados.

Quem mora em grandes cidades sabe que usinas de reciclagem de lixo não são atrações turísticas ou locais de convivência, mas a cidade de Copenhague resolveu subverter esse conceito.

Como funciona o CopenHill?

Fonte: Bjarke Ingels Goup/Divulgação
Fonte: Bjarke Ingels Goup/Divulgação

Além de converter anualmente 440 mil toneladas de lixo em energia limpa, o CopenHill oferece entretenimento emocionante, e até radical, para pessoas que curtem atividades ao ar livre, e junto ao centro da cidade.

Durante o verão, o teto sinuoso da instalação se transforma numa trilha verde para um verdadeiro trekking urbano, enquanto no inverno o local muda para uma encosta artificial ao ar livre, de 90 metros, para a prática do esqui, com direito a um teleférico. Além da mais alta parede escalável do mundo.

Fonte: maise.ras/Instagram/Reprodução
Fonte: maise.ras/Instagram/Reprodução

Projetado pelo escritório de arquitetura Bjarke Ingels Group (BIG), o CopenHill foi inaugurado em 2017 e é um dos maiores, e mais agradáveis, exemplos de sustentabilidade urbana hoje existentes.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.