Internautas listam 7 coisas tóxicas romantizadas pela sociedade

Último Vídeo

No dia 31 de dezembro de 2020, a cantora e compositora Naya Ford postou um vídeo no TikTok, perguntando a seus seguidores: “O que é algo que as pessoas glamourizam que na verdade é extremamente tóxico?”.

No final do vídeo, Naya começou com uma resposta própria sobre indivíduos que buscam uma qualidade muito particular em seus parceiros em potencial: “Quando as pessoas dizem: ‘Eu quero uma pessoa importante [que] seja rude e mesquinha e não seja amigável com ninguém’. Garota, ninguém vai te trair. Está tudo bem”.

A postagem viralizou imediatamente. Não apenas entre os fãs da cantora, mas também vários usuários da plataforma começaram a compartilhar sua opinião sobre o assunto. Veja abaixo as principais respostas sobre que o que a sociedade romantiza, e que podem muitas vezes ser comportamentos tóxicos:

1. Apoiar os amigos, não importa o que aconteça

Imagem: Pixabay
(Fonte: Pixabay/Reprodução)

Amizade é sempre muito importante, mas apoiar seus amigos não importa o que aconteça, pode não ser uma coisa muito legal. Ajudar a confirmar mentiras em caso de traições ou até mesmo “passar pano” para outros comportamentos inadequados não deveria ser um pré-requisito de lealdade com seus “besties”, Poder ser sincero e dizer para as pessoas com quem você se importa que elas não estão agindo de forma correta é parte de um relacionamento saudável. 

2. Normas de gênero

Imagem: Pixabay
(Fonte: Pixabay/Reprodução)

Normas de gênero, como “azul é para meninos, rosa é para meninas”, “as meninas mostram emoções, os homens não” e “mulheres são femininas, homens são masculinos” são alguns exemplos.

3. Perdão após feridas emocionais

Imagem: Pixabay
(Fonte: Pixabay/Reprodução)

Traições, mentiras e manipulações constantes em uma relação, seja romântica ou não, são sinais de abuso emocional. “E há essa representação na mídia de que tudo o que precisamos é o grande gesto certo e então tudo está resolvido — isso nunca acontecerá novamente, e você deve perdoá-lo. Não estou dizendo que a redenção não é possível porque cada situação é diferente, mas isso não é romântico — isso se chama esforço. Não é glamoroso, não é romântico. É um abuso, e precisamos parar de idolatrá-lo”, explicou um usuário.

4. Os homens traumatizados “só podem ser curados” pelos esforços femininos

Imagem: Nappy
(Fonte: Nappy/Reprodução)

A ideia de que homens traumatizados só podem ser curados por meio do amor e do trabalho de uma mulher. Isso perpetua a noção de que eles não podem encontrar cura ou apoio de ninguém mais — o que significa que não buscam isso em seus amigos, não procuram terapia, não têm conexões além de suas parceiras para apoiá-los. Isso obviamente coloca um enorme fardo nas mulheres para cuidar dos homens, curá-los, e reabilitá-los.

5. Estar “obcecado” por seu parceiro

Imagem: Pixabay
(Fonte: Pixabay/Reprodução)

Amar pode ser maravilhoso, mas tudo em excesso pode fazer mal. Ficar obcecado e dedicar todo o seu tempo à sua cara-metade não é muito saudável, afinal, seria basicamente como usar toda sua energia em uma coisa só, afastando outras pessoas e relacionamentos que podem ser importantes e trazer equilíbrio para sua vida.

6. Ser “grosso”

Imagem: Pixabay
(Fonte: Pixabay/Reprodução)

“Uma das maiores irritações minhas e a razão pela qual muitas das minhas amizades terminaram é que as pessoas se passam por idiotas completos para serem diretas. Há uma diferença entre dizer a verdade e ser grosso, mas muita gente confunde isso. E algumas pessoas não veem o problema quando fazem isso. E ainda se surpreendem quando ninguém quer ficar perto delas”, dizia um dos depoimentos.

7. Não se abrir para novas amizades

Imagem: Pixabay
(Fonte: Pixabay/Reprodução)

Muitas vezes, mantemos ao nosso lado aquelas pessoas que conhecemos na infância, durante a escola ou faculdade. E não tem nada errado nisso, mas também é importante se abrir para novas experiências e amizades, afinal há sempre espaço para aprender algo diferente ou trazer mais um parceiro para a sua querida roda de amigos.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.