2 animais exóticos que podem se tornar um pesadelo para os donos

Ter um bichinho de estimação com certeza rende muitos momentos divertidos, além de oferecer benefícios para a saúde. Mesmo eles aprontam, fogem ou destroem alguma coisa de casa, a situação muitas vezes é engraçada, virando história para compartilhar com os amigos. Porém algumas pessoas ficam tentadas a adotarem animais mais exóticos como seus pets, e que sem os cuidados corretos ou experiência, pode acabar se tornando uma decisão desastrosa.

Confira abaixo duas criaturas que é melhor pensar e pesquisar bem antes de ter, para não virar um problema sério para o dono e para a vizinhança:

1. Tarântulas do Velho Mundo

(Fonte: Pixabay/Reprodução)(Fonte: Pixabay/Reprodução)

A ideia de manter um aracnídeo de estimação pode parecer estranha, e até mesmo inconcebível, para muitos. Mas a verdade é que aranhas podem ser ótimos pets, não exigindo muitos cuidados e até sendo divertidas para interagir (e assustar parentes inconvenientes de vez em quando). Quer dizer, isso se não estivermos falando das tarântulas do Velho Mundo.

Diferente de suas "primas" do Novo Mundo, que são endêmicas das Américas, estas criaturas provindas da Europa, Ásia, África e Austrália não são muito amigáveis, sendo geralmente mais rápidas, defensivas e até mesmo venenosas. Embora seu veneno não seja tipicamente mortal, ainda pode causar muitos problemas, então é melhor pesquisar direitinho a origem de sua tarântula dos sonhos antes de levá-la para dentro de casa...

2. Cobras peçonhentas ou constritoras

Se uma tarântula já pode causar grandes desastres nas mãos de um cuidador sem experiência, imaginem só o caos que cobras peçonhentas ou constritoras são capazes de gerar. Em primeiro lugar, elas não são criaturas de fácil acesso, sendo adquiridas em grande parte através do tráfico de animais selvagens, o terceiro maior comércio ilegal do mundo.

(Fonte: Freepik/Reprodução)(Fonte: Freepik/Reprodução)

Além disso, os donos normalmente as adquirem por impulso, às vezes por quererem se gabar de possuírem um animal que facilmente pode matar uma pessoa, ou por curtir a sensação de "rir na cara do perigo".

Mas as fatalidades causadas por manter cobras de forma incorreta não estão ligadas apenas com mortes humanas através de picadas ou da força muscular grande o bastante para estrangular um adulto. Sem os cuidados corretos, elas podem ficar seriamente doentes ou morrer de desnutrição.

Ou seja, se você estiver pensando em ter um ofídio em casa, primeiro é melhor pesquisar quais espécies são consideradas legais e tudo aquilo que é preciso para que ela possa ser criada com a atenção e carinho necessários que todos os animais de estimação merecem.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.