Seja o primeiro a compartilhar

Fukushima: 8 fotos mostram a devastação anos após a tragédia

Na semana passada (11/3), completaram-se os 10 anos da catástrofe em Fukushima, no Japão. Em 2011, a combinação do maior terremoto registrado no país, de tsunami com ondas de mais de 15 metros e das explosões na usina nuclear causou uma enorme destruição e a morte de aproximadamente 20 mil pessoas.

Mesmo a fotógrafa Janine Pendleton, acostumada a desbravar áreas abandonadas e cheias de histórias tristes e sombrias, confessa que a visita a Fukushima a impactou profundamente. “Nada poderia ter me preparado para as emoções avassaladoras que senti lá. [...] Mesmo 1 década após o acontecimento, a área carrega as cicatrizes daquele dia”, afirma.

Confira a seguir algumas das imagens que ela registrou durante sua visita em 2019 e publicou recentemente no Bored Panda:

1. O que sobrou de um mercado

(Fonte: Obsidian Urbex Photography/Reprodução)(Fonte: Obsidian Urbex Photography/Reprodução)

2. Tudo está coberto por várias camadas de sujeira

(Fonte: Obsidian Urbex Photography/Reprodução)(Fonte: Obsidian Urbex Photography/Reprodução)

3. Em alguns locais, os itens acumulados no chão chegam à altura dos joelhos 

(Fonte: Obsidian Urbex Photography/Reprodução)(Fonte: Obsidian Urbex Photography/Reprodução)

4. Essa escola fica a menos de 1 km do mar e foi evacuada pouco antes de o tsunami atingir a região

(Fonte: Obsidian Urbex Photography/Reprodução)(Fonte: Obsidian Urbex Photography/Reprodução)

5. O chão da quadra acabou cedendo

(Fonte: Obsidian Urbex Photography/Reprodução)(Fonte: Obsidian Urbex Photography/Reprodução)

6. É proibido chegar até as lojas abandonadas

(Fonte: Obsidian Urbex Photography/Reprodução)(Fonte: Obsidian Urbex Photography/Reprodução)

7. A natureza vem ocupando carros e casas

(Fonte: Obsidian Urbex Photography/Reprodução)(Fonte: Obsidian Urbex Photography/Reprodução)

8. Casa de jogos tradicional 

(Fonte: Obsidian Urbex Photography/Reprodução)(Fonte: Obsidian Urbex Photography/Reprodução)

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.