40
Compartilhamentos

Khuk Khi Kai: a prisão onde 'chovia' cocô de galinha na Tailândia

No final do século XIX, especificamente em meados de 1893, a Tailândia foi ocupada pelos franceses, que construíram celas de 4 metros de largura e 7 de altura na prisão de Laem Sing, na província de Chanthaburi. Sobre cada uma delas haviam grades de ventilação que davam para gaiolas onde eram colocadas galinhas para que defecassem sobre os encarcerados.

A prisão ficou conhecida como Khuk Khi Kai ou “prisão de cocô de galinha" em tailandês. Os prisioneiros foram confinados nesses espaços pequenos e torturados com as fezes constantes das galinhas. Os colonos usaram a prisão para confinar todos os moradores que resistiam à ocupação francesa, e poucos suportaram mais do que alguns dias convivendo em meio ao cheiro forte e sufocante de amônia.

Cheiro tóxico

(Fonte: Smart Travel/Reprodução)(Fonte: Smart Travel/Reprodução)

Cientificamente, o odor das fezes da galinha é tão perturbador que pode causar desde dores de cabeça, irritação e estresse até depressão, ainda mais em ambientes onde o contato é constante. Isso porque, quando a amônia entra no corpo humano, ela reage com a água para produzir hidróxido de amônio, que é corrosivo e causa diversos tipos de irritações. A exposição prolongada e inalação de compostos liberados pelo cocô das galinhas são prejudiciais para os seres humanos quanto e outros animais.

(Fonte: TripAdvisor/Reprodução)(Fonte: TripAdvisor/Reprodução)

Cento e vinte anos mais tarde, em 2013, a toxicidade do cocô da galinha foi aproveitada mais uma vez por funcionários da cidade de Abbotsford, localizada na Colúmbia Britânica do Canadá. Em uma tentativa de expulsar os desabrigados das ruas, as pessoas despejaram toneladas de fezes de galinha pelos locais onde os sem-tetos costumavam ficar.

O editor do Abbotsford Today criticou a atitude, descrita por ele como sendo "perversa tal qual um ato de guerra química contra os desabrigados". As autoridades municipais emitiram um pedido de desculpas formal pela atitude e prometeu que purificaria os locais novamente.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.