05
Compartilhamentos

Memes invertidos: de onde vieram e qual é a do mais novo viral da internet?

Quando o assunto é memes e virais nas redes sociais, as notícias giram bem rápido: até o tempo de escrevermos e publicarmos esse post aqui no Mega Curioso, já há gente no Twitter dizendo que os "memes invertidos" estão "saturados", já que foram bastante utilizados nesses últimos dias. 

A questão é que muita gente ainda nem teve tempo de entender como funciona e de onde surgiu essa mania, então tratamos de explicar rapidamente, antes que os "memes invertidos" desapareçam com a mesma velocidade com que dominaram as redes.

O que significam os "memes invertidos"?

A ideia dos "memes invertidos" é bastante simples (e, talvez, seja por isso que eles se espalharam tanto, nas mais diversas versões): basta pegar uma imagem, colocar cores negativas sobre ela e escrever uma legenda que tenha o significado oposto do que ela costuma ter. É uma forma de satirizar o que aquela imagem costuma significar. 

Um dos que mais bombou (e que mais gente vai entender) é esse da Elsa, de Frozen, que diz exatamente o contrário da música: em vez de "Livre Estou", "Presa Estou". 


Ou então, se o nome da dupla musical é AnaVitória... Bom, deu pra entender, né?


Explicar a piada pode fazê-la perder um pouco da graça, a gente sabe, mas essa é a teoria. Na prática, os resultados são bem engraçados e podem ser usados em várias situações, como figurinhas para conversas ou comentários. 

Mas vamos a mais alguns exemplos. Nesse aqui, o comentarista de futebol tá diferente...


E esse é pra mandar pros seus amigos e amigas mais saidinhos: o meme invertido da "Pequena Sereia".



Qual seria o contrário de "O Diabo Veste Prada" se não isso? E o Zeca Pagodinho do mundo invertido seria o José Rockão?



Imagem: Twitter/ReproduçãoImagem: Twitter/Reprodução

De onde surgiu a mania dos "memes invertidos"?

Como todas essas manias da internet, é difícil traçar uma linha do tempo exata. Mas um dos primeiros registros de imagens em negativo com o significado oposto do original vem, na verdade, de 2017: desde aquela época, o perfil satírico da TV Maresol (que faz paródia de uma rede de TV local) publicava memes do jogador de futebol Lepé, o Pelé do Multiverso. Ele seria o pior jogador do mundo, que teria levado mil gols. 



Não dá para dizer que todos os memes em negativo que estamos vendo nos últimos dias se inspiraram diretamente de "Lepé, o Pelé do Multiverso", mas esse é um dos primeiros registros desse tipo de imagem na rede social. 

Mais recentemente, há algumas semanas, comentaristas em perfis de música pop começaram a usar memes em negativo em conversas sobre o assunto. 

Desse modo, começaram a surgir imagens como a Pabllo Vittar que é bem destrutível, ao contrário do que diz sua música "Indestrutível": "Eu sei que tudo vai ficar bem/E essas feridas vão se curar". Ou, então, da Karol Conká que não mudou na "vida após o tombo" e continua "uma velha mulher". 

A música de Pabllo Vittar, no original, diz justamente o contrário do que mostra o meme (Imagem: Twitter/Reprodução)A música de Pabllo Vittar, no original, diz justamente o contrário do que mostra o meme (Imagem: Twitter/Reprodução)



Depois que essas duas imagens começaram a se espalhar nos fóruns de música pop, fofocas de famosos e comentários de reality shows, foi questão de tempo para que mais gente começasse a fazer suas versões dos "memes em negativo". 

O negócio foi tomando tal proporção que, no início dessa semana, até mesmo as empresas começaram a fazer publicações nessa linha, com suas imagens em negativo. Por exemplo: o Halls Branco extra fraco ou as lojas "Prédios São Paulo". 


Criar seus próprios "memes invertidos" é fácil: basta pegar alguma imagem e aplicar o efeito negativo sobre ela, no próprio aplicativo de fotos do celular, no Photoshop ou em algum editor de imagens online. Depois, escreva uma frase que simbolize exatamente o oposto do que aquela pessoa costumaria dizer. 

Qual é o seu "meme em negativo" favorito? Conte nos comentários! Para saber mais sobre outros memes e virais, clique aqui.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.