01
Compartilhamento

7 dicas para esquentar seu pet no inverno

Lidar com o frio do inverno não costuma ser algo fácil para nós seres humanos, mas tampouco é para nossos animais de estimação. Durante esse período de temperaturas mais baixas e ventos congelantes, precisamos ter atenção redobrada para a saúde e bem estar daqueles que amamos muito em nossas vidas.

Por isso, é sempre bom ter em mente alguns cuidados especiais que devemos manter durante esse período. Para isso, o Projeto Saúde Única, o Centro Acadêmico de Medicina Veterinária do UniCuritiba e o Canal de Estimação divulgaram algumas dicas importantes em suas redes sociais para ajudar nessa estação. Olha só!

1. Higiene e tosa

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

Durante o inverno, muitos donos acham que a melhor opção é deixar os pelos dos animais crescerem descontroladamente para ajudá-los a se proteger do frio. Entretanto, esse não é o melhor caminho para se seguir. Apesar de não parecer, a continuidade das práticas de higiene e tosa são fundamentais nessa época do ano.

Como no inverno a pele dos pets fica mais ressecada, o banho com hidratação ajuda nesse problema e diminui o sofrimento dos bichinhos com o frio.

2. Cuidado com a temperatura

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

Quando for dar banho em seu animal de estimação no inverno, cuidado com a temperatura da água. O ideal é que ela esteja sempre morna e o ambiente da ducha climatizado para que seu cachorro, gato ou qualquer outro animal não tenha que encarar uma brusca mudança de temperatura entre cômodos.

Além disso, é importante evitar a tosa curta em dias mais frios e dar prosseguimento apenas com a tosa higiênica seguindo os padrões da raça do cachorro. Assim, ele estará limpinho e confortável.

3. Atenção para doenças

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

Um grande problema entre animais de estimação e inverno é que esse período é especialmente propício para o surgimento de algumas doenças específicas, como a traqueobronquite — que significa a inflamação dos brônquios e comprometimento do sistema respiratório.

Portanto, o ideal é estar com todas as vacinas em dia para evitar maiores complicações e prestar mais atenção na hora de passear com seu pet pela rua, visto que várias doenças têm contágio de animal para animal.

4. Pets idosos

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

Quem possui um bichinho de estimação mais velhinho dentro de casa deve ter muito mais cuidado durante o inverno. Durante essa estação, os pets com mais idade ou com histórico de problemas nas articulações costumam sofrer mais com a chegada do frio.

Nesses casos, é importante manter o acompanhamento veterinário para saber quais são as melhores práticas a se adotar para manter a saúde do seu amigo animal em dia.

5. Analise o uso de roupas

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

As roupinhas para animais podem parecer muito bonitinhas e tudo mais, mas só devem ser usadas em alguns casos específicos. Nesse quesito, é preciso ficar de olho no comportamento do seu animal de estimação ao vestir o agasalho para ver se aquilo tem realmente sido benéfico para ele.

Pets de pelo curto tendem a precisar de mais ajuda para aguentar o frio, mas outros não se adaptam muito bem às roupas de inverno e podem se sentir extremamente incomodados de usá-las.

6. Cobertores e espaços aquecidos

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

Se o seu animal de estimação não dorme dentro de casa, lembre-se sempre de disponibilizar um espaço mais aquecido e com algum tipo de cobertor para que ele não passe muito frio durante a noite — que costuma reservar as temperaturas mais baixas do dia.

Se for possível, considere deixá-lo entrar apenas por alguns dias até que a temperatura volte a ficar mais agradável.

7. Alimentação e exercício

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

Mesmo durante o inverno, a melhor coisa a se fazer é manter os hábitos de alimentação e exercício com seu pet. Não é porque está mais frio que ele deve receber uma porção diária maior. É essencial que seu animal de estimação consuma apenas os nutrientes necessários para não acabar engordando.

Por fim, tente sempre continuar brincando com seu pet, mas sempre observando seu comportamento. A melhor coisa a se fazer é manter uma série de exercícios nas partes mais quentinhas do dia. 

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.