Seja o primeiro a compartilhar

8 curiosidades fascinantes sobre o Gato-de-bengala

Você conhece o gato-de-bengala? Apesar do nome, não é o caso de um gato que usa bengalas para andar. Muito pelo contrário; esses felinos são extremamente independentes, ao mesmo tempo que dóceis e ativos.

Também conhecidos como Bengal, foram classificados a partir do nome científico do leopardo asiático (Prionailurus bengalensis). Quem tem um companheiro como esses se encanta com sua beleza exótica e seu jeitinho peculiar. Conheça 8 curiosidades sobre o gato-de-bengala.

1. Raízes selvagens

(Fonte: Caleb Woods/Reprodução)(Fonte: Caleb Woods/Reprodução)

O padrão de cores é uma das curiosidades mais inusitadas dessa raça, que nasceu do cruzamento entre o leopardo asiático — gato selvagem vendido em pet shops entre os anos 1950 e 1960 nos Estados Unidos — e gatos domésticos de pelos curtos.

Os primeiros filhotes da raça surgiram na década de 1960, mas o reconhecimento pela Associação Internacional de Gatos só veio em 1991 (The International Cat Association – TICA). Atualmente, o gato-de-bengala é uma das raças mais registradas na TICA.

2. Personalidade inusitada

(Fonte: Peter Neumann/Reprodução)(Fonte: Peter Neumann/Reprodução)

Ao pensar em um animal nascido do cruzamento com gatos selvagens, provavelmente se imagina que ele será arisco e imprevisível, mas esse não é o caso. Eles foram domesticados e têm uma personalidade fascinante, são ágeis, ativos, muito inteligentes e apaixonados por água.

3. Amantes da água

(Fonte: Leap of Faith Bengals/Reprodução)(Fonte: Leap of Faith Bengals/Reprodução)

A paixão por água é tão grande que vale tratar como uma curiosidade, não é mesmo? Diferentemente de outras raças, os gatos-de-bengala adoram se aventurar com torneiras, mangueiras e até chuveiros. No entanto, os donos devem ficar de olho na hora que forem entrar no banho, pois o companheiro felino certamente virá atrás.

4. Caçadores natos

(Fonte: Paul Hanaoka/Reprodução)(Fonte: Paul Hanaoka/Reprodução)

Eles têm um forte instinto predatório e são caçadores muito habilidosos. Como adoram água, é recomendado tomar cuidado com peixes em aquários. Outros animais que são presas fáceis para eles são hamsters e coelhos.

5. Pelagem de mármore

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

Conhecidos por terem uma pelagem curta e macia em tons que se assemelham ao mármore, é possível notar o que chamam de “glitter”; um brilho cintilante capaz de dar outros tons aos pelos. Essa é a única raça doméstica com manchas que lembram as marcas de leopardos, onças e jaguatiricas.

6. Altamente treináveis

(Fonte: Leap of Faith Bengals/Reprodução)(Fonte: Leap of Faith Bengals/Reprodução)

Por ser muito inteligente, o Bengal tem facilidade para aprender diferentes truques, desde brincadeiras de buscar até a habilidade de usar interruptores. Só é preciso cuidado. Caso o gato tome gosto por brincar com interruptores, com certeza será um show de liga e desliga.

7. Independentes, mas sociáveis

(Fonte: Leap of Faith Bengals/Reprodução)(Fonte: Leap of Faith Bengals/Reprodução)

Por mais que sejam independentes, os gatos-de-bengala vivem melhor em companhia, principalmente para os distrair nos momentos de tédio — os quais eles odeiam. Ter outro animal em casa para que ambos possam fazer companhia um para o outro é uma ótima forma de os manter entretidos, evitando a infelicidade do seu amigo e a destruição da casa toda.

8. Escaladores habilidosos

(Fonte: Leap of Faith Bengals/Reprodução)(Fonte: Leap of Faith Bengals/Reprodução)

Eles podem chegar a 45 cm de altura, com peso variando de 3 a 9 kg. Por mais inofensivos que pareçam, conseguem pular até três vezes o seu comprimento. 

Com um Bengal em casa, é possível estar constantemente os procurando, pois eles conseguem se esconder nos lugares mais inusitados. Também é bom observar antes de acreditar que a prateleira mais alta da casa será o suficiente para proteger itens de valor.

Quer saber mais sobre o mundo dos gatos? Confira 6 curiosidades sobre as suas línguas.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.