Picada de abelha na narina, mamilo ou pênis: onde você acha que dói mais?
121
Compartilhamentos

Picada de abelha na narina, mamilo ou pênis: onde você acha que dói mais?

Último Vídeo

Ainda bem que existem alguns malucos por aí dispostos a se submeter aos mais bizarros e dolorosos testes em nome da ciência. Afinal, você se voluntariaria a levar uma picada de abelha na narina, no mamilo ou no pênis só para que todo mundo pudesse saber em qual desses três lugares ela é mais dolorida? Aliás, se você já tem um palpite sobre qual dessas três opções é a mais dolorosa, prepare-se para se surpreender!

Mas, antes, que tal entender como funciona o índice de dor utilizado no teste? De acordo com o Discover, na década de 80, um homem chamado Justin Schmidt desenvolveu uma escala especialmente focada em medir a intensidade da dor provocada pelas picadas de 78 espécies e 41 gêneros de insetos da ordem Hymenoptera.

Schmidt também supôs que diferentes áreas do corpo oferecem diferentes níveis de dor e, portanto, como a dor é subjetiva, o pesquisador resolveu classificar a intensidade provocada pelas picadas nele mesmo. Tomando a ferroada de abelha como ponto de referência, Schmidt levou picadas em 25 partes diferentes do corpo, as quais você pode conferir no diagrama a seguir:

Fonte da imagem: Reprodução/Discover

O pesquisador escolheu um ponto específico — o antebraço — como referência e ainda repetiu o teste, totalizando três picadas em cada área do corpo, para se certificar de que a medição da dor estava correta. Pois, de acordo com o The Independent, Michael Smith, um estudante da Universidade Cornell, nos EUA, resolveu repetir os experimentos de Schmidt, segurando abelhinhas nervosas e colocando-as contra a própria pele.

O experimento durou 38 dias, durante os quais Smith levou cinco picadas ao dia e cuja dor ele classificou em uma escala de 0 a 10. O estudante também adotou o antebraço como ponto de referência e cuja dor ele classificou com um 5. Curiosamente – ou não! —, os resultados refletiram aqueles descritos por Schmidt na década de 80. Assim, se você estava pensando que o pênis era o local mais sensível às picadinhas...

Top 10

Fonte da imagem: Reprodução/Daily Mail

Ao contrário do que a maioria imagina, o pênis não ficou em 1º lugar na escala de dor, mas em 3º, vindo depois da narina — o local mais doloroso de todos — e do lábio superior. O escroto apareceu em 4º lugar, recebendo a mesma classificação que a palma da mão e a bochecha. A axila apareceu em na 7ª colocação, seguida pelo mamilo, e os locais menos dolorosos foram a parte superior do braço, cabeça e o dedo do meio do pé. Sim... o experimento foi bem minucioso!

Voltando a Schmidt, ele afirmou na época da publicação de seu estudo que havia se submetido às picadas da maioria das 78 espécies de insetos que ele descreveu. Os únicos animais que receberam nota máxima foram as formigas- cabo-verde — Paraponera clavata, também conhecidas como “formigas bala” — e as vespas caçadoras (Pepsis formosa pationii). E você, leitor, se prestaria a levar picadas em nome da ciência?

***

Vale destacar que existem diversas formas e escalas para medir a intensidade da dor. A de Schmidt e a de Smith — mencionadas nesta matéria — classificam o nível sentido quando levamos picadas de insetos.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.