NASA libera imagens da Terra e da Lua clicadas a partir de Saturno
873
Compartilhamentos

NASA libera imagens da Terra e da Lua clicadas a partir de Saturno

Último Vídeo

A NASA acaba de divulgar uma série de imagens da Terra e da Lua capturadas pela sonda espacial Cassini no dia 19 de julho. O equipamento se encontra em missão próximo ao sistema saturniano, e as fotografias foram registradas a partir de absurdos 1,5 bilhão de quilômetros de distância. Tanto o nosso planeta como seu satélite aparecem na forma de meros pontinhos brilhantes, e também é possível ver nas fotos um vislumbre dos famosos anéis de Saturno.

Segundo a agência espacial, fotos desse tipo são raras devido à distância envolvida, já que dos confins do sistema solar a Terra aparece muito próxima ao Sol. Além disso, outro problema é que os detectores da câmera da Cassini são supersensíveis, podendo ser danificados se focarem a nossa estrela diretamente. As imagens foram capturadas enquanto o Sol se encontrava temporariamente “escondido” atrás de Saturno.

Messenger

Além das fotos clicadas pela Cassini, a NASA também divulgou uma imagem registrada pela Messenger também no dia 19 de julho, que está em missão próximo a Mercúrio em busca de satélites naturais do planeta. No caso dessa sonda espacial, as fotografias foram capturadas em preto e branco e a 98 milhões de quilômetros de distância, e a Terra e a Lua aparecem ser maiores devido à superexposição.

As imagens servem para ilustrar como a Terra e a Lua parecem minúsculas na vastidão do espaço, além de nos fazer pensar na nossa própria insignificância com relação ao Universo. Você pode conferir as fotografias clicadas pelas duas sondas a seguir:

1 – Olha a Terra ali

Fonte da imagem: Reprodução/NASA

2 – Pontinhos

Fonte da imagem: Reprodução/NASA

3 – Cliques da Cassini e da Messenger

Fonte da imagem: Reprodução/NASA

4 – Close da Terra e da Lua

Fonte da imagem: Reprodução/NASA

5 – Estrelinhas

Fonte da imagem: Reprodução/NASA

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.