Vale US$ 5 milhões: foto de ‘Billy the Kid’ comprada por US$ 2 é autêntica
273
Compartilhamentos

Vale US$ 5 milhões: foto de ‘Billy the Kid’ comprada por US$ 2 é autêntica

Último Vídeo

Uma foto do lendário fora-da-lei americano “Billy the Kid” foi avaliada como autêntica e teve o valor estimado em aproximadamente US$ 5 milhões (R$ 19,6 milhões). A investigação sobre todo o contexto da imagem foi feita por uma empresa numismática, especializada em avaliações e apreciações de moedas raras e outros itens históricos.

O item precioso mostra o criminoso e sua gangue, os chamados “Reguladores do Condado de Lincoln”, em uma partida de críquete. Segundo informações do site Mother Nature Network, a fotografia de dimensões 4x5 foi tirada durante um casamento no fim do verão de 1878. Na imagem, ao dar zoom, é possível observar Billy em pé, no canto esquerdo da casa, com o taco de críquete apoiado no chão. Veja a imagem abaixo.

Até então, somente uma foto do famoso bandido dos Estados Unidos, cujo nome de nascença era Henry McCarty, havia sido confirmada como autêntica. Essa imagem, que possuía dimensões 2x3, foi vendida em 2010 por quase US$ 2,5 milhões (R$ 9,8 milhões).

O presidente da empresa Kagin, a companhia responsável pela avaliação, Dr. Donald Kagin, explicou que há uma importância histórica não calculável para uma imagem que mostra Billy the Kid, sua gangue e alguns cidadãos do condado de Lincoln juntos. “Talvez essa seja a peça original mais convincente do velho oeste americano que eu já vi”, declarou.

A investigação

A situação de como essa imagem histórica foi encontrada deixa a sua história ainda mais incrível. Foi em 2010, quando Randy Guijarro comprou um lote de sucatas de uma espécie de sebo na cidade de Fresno, na Califórnia, EUA. O valor pago na época era de US$ 2 (cerca de R$ 7,8 na cotação atual). Por isso houve um cuidado maior e um longo trabalho de averiguação.

“Quando nós vimos a fotografia pela primeira vez, nós ficamos céticos, o que era compreensível, afinal uma imagem original de Billy the Kid é uma espécie de Santo Graal do oeste americano”, contou David McCarthy, numismata sênior na empresa Kagin. Segundo McCarthy, eles precisavam se certificar de que era possível responder as circunstâncias em que a foto foi tirada, o que incluía quando, onde, como e por quê. 

O numismata explicou que semelhança simples não é suficiente em casos como esse. “Uma equipe de especialistas montou e pontuou cada detalhe na imagem a fim de ter certeza de que nada estava fora do lugar”, concluiu McCarthy.

Levou mais de um ano para que a autenticidade da fotografia fosse confirmada. O trabalho e o contexto que envolveram toda a investigação deram origem a um documentário sobre o item — produzido pelo canal National Geographic. Contando a história da descoberta até a averiguação, o longa lançado neste mês de outubro tem cerca de duas horas de duração e é narrado pelo ator Kevin Costner. 

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.