Existem incontáveis aspectos deixados pelas civilizações antigas que foram, pouco a pouco, sendo incorporados no nosso cotidiano. E os romanos, entre outros povos, foram responsáveis por deixar profundas marcas em nossas vidas. Mas, além da república, do direito civil, da arquitetura e urbanismo e do latim — que serve de base para vários idiomas, entre eles o espanhol, o francês e o português —, os romanos nos deixaram outras heranças.

O pessoal do site Quo.es reuniu algumas coisinhas com as quais estamos superacostumados no nosso dia a dia e que não provocariam muito espanto caso um romano antigo ressuscitasse hoje. Veja alguns exemplos:

Outdoors com moças de biquíni

Fonte da imagem: Reprodução/Quo.es

Na Roma Antiga já existiam os biquínis, como você pode ver no “outdoor” da imagem acima. Os trajes de banho, embora fossem um pouquinho maiores do que os utilizados na praias brasileiras, seguiam a mesma ideia das duas peças atuais, e provavelmente eram feitos de couro, em vez da confortável lycra. Já os mosaicos, como você bem pode imaginar, eram muito mais trabalhosos de se produzir do que os outdoors atuais!

Tropas de choque

Fonte da imagem: Reprodução/Quo.es

Sabe as temidas tropas de choque que são acionadas para trazer ordem durante manifestações violentas? Entre outros dispositivos, os guardas que compõem esses grupos contam com capacetes, escudos e cassetetes para se proteger e controlar a multidão.

Esses policiais são descendentes da antiga guarda pretoriana, que se encarregava de conter as revoltas urbanas com soldados armados com equipamentos bem parecidos aos dos guardas atuais. A diferença é que os antigos romanos usavam o gladium — uma espada curta — no lugar dos infames bastões de borracha.

O spa

Fonte da imagem: Reprodução/Quo.es

Os balneários e resorts modernos são uma herança dos antigos banhos e termas romanas. Tanto que a própria palavra “Spa” é uma abreviatura da expressão latina Aquae Spadanae, que serviu para que os romanos dessem nome a uma cidade belga conhecida pelas suas águas termais e que até hoje é um popular destino turístico da Europa.

A figa

Fonte da imagem: Reprodução/Quo.es

O popular amuleto que hoje é utilizado para espantar a má sorte e o mau olhado também foi invenção dos antigos romanos, embora tivesse um significado um pouco diferente. Na verdade, o sinal que traz o polegar posicionado entre o dedo indicador e o médio servia para representar a genitália feminina. E, além de estar relacionado com a fertilidade e ao erotismo, aparentemente ele era um símbolo muito apreciado por Calígula.

A linguagem usada nos SMS

Fonte da imagem: Reprodução/Quo.es

Segundo o pessoal do Quo.es, a desconstrução da linguagem, observada no popular e sempre crescente vocabulário utilizado na hora de enviar mensagens de texto — como “vc”, “tb”, “bj” etc. — não é uma exclusividade da nossa era. Algumas inscrições, como a da imagem acima, descoberta na Espanha, é prova de que os antigos romanos também costumavam omitir alguns caracteres na hora de transmitir os seus recados.